Alerta

Desafio da “roleta humana” pode trazer riscos severos para a saúde

Especialista alerta para os perigos da “brincadeira” da rasteira, que viralizou na internet. Queda pode provocar danos neurológicos e levar à morte

14 de fevereiro de 2020 - 16:12

Ana Carol

Compartilhe

Um desafio que viralizou na internet, chamado de “roleta humana” ou ainda “brincadeira da rasteira”, pode trazer graves consequências para a saúde dos envolvidos.

Em vídeos, é fácil entender como funciona. Três pessoas se posicionam lado a lado, quem está no meio deve pular. As outras duas pessoas dão uma rasteira, derrubando quem pulou.

Essa prática é vista por especialistas como muito perigosa, pois pode causar danos irreversíveis e até levar à óbito.

Em novembro de 2019, uma adolescente de 16 anos sofreu traumatismo craniano e morreu ao realizar uma atividade semelhante ao novo desafio em Mossoró (RN). Apesar disso, o caso da jovem viralizou apenas recentemente, tornando-se também um alertando sobre a prática.

Na queda, lesões severas podem acontecer. Em entrevista ao programa Notícias do Dia, da BoqnewsTV (edição disponível no Facebook e YouTube), o fisioterapeuta Ivo Koedel enfatizou que a prática, chamada de “brincadeira”, é uma agressão grave, feita por pessoas inconsequentes.

Nas imagens a seguir, retiradas da internet, é possível ver como a queda pode ser bruta.

 

Perigo

“Em hipótese alguma a gente pode considerar algo que pode levar a riscos de lesão, sequelas permanentes e até óbito como uma brincadeira”, pontuou.

O fisioterapeuta explicou que a queda pode levar a concussão; perda de sentidos; traumatismo craniano; além de lesões na medula espinhal que podem tornar a pessoa paraplégica.

Outro risco é que haja um edema (inchaço) ou pequena hemorragia. No entanto, os sinais podem aparecer somente horas ou dias após o trauma.

Além disso, é possível que haja lesão neurológica e comprometimento de funções mentais nobres, como memória, comportamento, cognição, visão e outros sentidos.

Koedel, que trabalha com fisioterapia neurofuncional, salienta que o tempo de recuperação é longo. Apesar disso, muitas vezes as sequelas são irreversíveis.

O profissional enfatiza a necessidade de campanha de esclarecimento dos riscos de tal desafio. Esta semana, a Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN), emitiu nota para alertar pais, responsáveis e educadores.

Além de ressaltar as possíveis lesões irreversíveis, a SBN destacou: “O que parece ser uma brincadeira inofensiva, é gravíssimo e pode terminar em óbito. Os responsáveis pela “brincadeira” de mau gosto podem responder penalmente por lesão corporal grave e até mesmo homicídio culposo.”

Influência

Um youtuber brasileiro gravou o desafio, onde aplica a rasteira na própria mãe. Após a repercussão negativa, o influenciador publicou um vídeo pedindo desculpas, dizendo estar “muito arrependido”.

O jovem afirmou que pretendia apenas publicar algo para entretenimento. Além do pedido de desculpas, ele reiterou para as pessoas não reproduzirem mais o desafio.

LEIA TAMBÉM: