Uma em cada 5 verduras e legumes descartadas em feira está boa para consumo | Boqnews

Pesquisa

07 DE NOVEMBRO DE 2022

Uma em cada 5 verduras e legumes descartadas em feira está boa para consumo

A equipe analisou os resíduos descartados pelos feirantes e constatou que 21% dos descartes de folhas, verduras e legumes podem ser utilizados na alimentação humana.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Um estudo realizado em Santos, com resíduos descartados em uma feira livre próxima ao Orquidário Municipal, no José Menino ganhou prêmio do Governo do Estado de São Paulo.

Voltado ao combate à fome e à promoção da segurança alimentar, o trabalho da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Seman), por meio do Programa Composta Santos, foi o vencedor da categoria Melhor Pesquisa Científica do Prêmio Josué de Castro, promovido pela Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento.

A pesquisa ocorreu na feira livre que acontece todas as quartas-feiras nas proximidades do Orquidário de Santos.

A equipe analisou os resíduos descartados pelos feirantes.

Dessa forma, constatou que 21% dos descartes de folhas, verduras e legumes podem ser utilizados na alimentação humana.

Além disso, o estudo também mostrou que 22% estão aptos para serem destinados ao enriquecimento da alimentação animal e 56% desses resíduos podem ser compostados e transformados em adubo.

Dessa forma, a pesquisa ocorreu em parceria com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a Universidade Paulista (Unip) e o Sesc Santos.

Cabe lembrar que o parque de Santos abriga, desde 2020, o Centro de Aprendizagem em Compostagem e Agricultura Urbana (Cacau).

Além disso, a outra unidade fica no Jardim Botânico Chico Mendes, no Bom Retiro.

Pela Semam, participaram do estudo os servidores Paulo Marco de Campos Gonçalves e André Leandro da Silva Nascimento.

Além das estagiárias Larissa Augusto Vieira, Ana Carolina Borba Rocha e Thaís Rafael de Oliveira.

O trabalho de pesquisa tem duração inicial de dois anos e pretende se estender para as demais feiras livres a partir de 2023.

Parte das sobras de alimentos poderia ser reaproveita para consumo humano ou animal – e também para compostagem. Foto: Divulgação

Composta Santos

Dessa forma, para o coordenador do Composta Santos, Paulo Marco Gonçalves, a premiação destaca a importância do trabalho realizado na Cidade, bem como permite ampliar os trabalhos voltados à segurança alimentar e nutricional.

“Para 2023 pretendemos dar continuidade às ações, ampliando o número de barracas e o volume de material trabalhado”, completou Gonçalves.

“Bem como a produção de materiais educativos que possam consolidar a construção da tecnologia social de triagem e destinação de alimentos e resíduos orgânicos da feira”, acresceu.

Em sua 12ª edição, o concurso é uma iniciativa do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Consea).

Além disso, o evento para premiar os vencedores ocorrerá na próxima quinta-feira (10).

Dessa forma, a cerimônia ocorrerá na sede da secretaria estadual de Agricultura e Abastecimento, na capital paulista.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.