Falta de manutenção em purificadores pode prejudicar a qualidade da água | Boqnews

Dicas

16 DE AGOSTO DE 2016

Falta de manutenção em purificadores pode prejudicar a qualidade da água

De acordo com a especialista em purificadores Marcela Filgueira é preciso ter um cuidado especial para evitar doenças

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Os purificadores de água estão cada vez mais sendo procurados por consumidores preocupados com a saúde e bem estar de suas famílias. Com elementos filtrantes responsáveis pelo tratamento da água, eles retiram o excesso de cloro e, os mais modernos, podem até eliminar bactérias. O que muita gente não sabe, no entanto, é que se o equipamento ficar sem manutenção adequada pode perder toda a sua função. E a ideia de beber aquela água pura e cristalina acaba indo pelo ralo.

purificador de água

Sem manutenção, o aparelho pode acumular impurezas principalmente no reservatório de água gelada

De acordo com a especialista em purificadores Marcela Filgueiras, da Pura Água e Ar, é preciso ter um cuidado especial para garantir a qualidade da água e evitar doenças. “O ideal é realizar manutenção a cada seis meses, com a troca do elemento filtrante para garantir sua funcionalidade”.

Conforme Marcella, além de causar prejuízos à saúde, a falta de manutenção nos equipamentos dentro do prazo indicado pode afetar também o bolso do consumidor. Isso porque, segundo ela, o valor da manutenção fora do tempo necessário pode dobrar, além de causar outros prejuízos como ressecamento de torneira ou vazamento de água.

“Se a pessoa deixa passar esse tempo, a água começa a sair amarelada, com gosto ruim e as mangueiras ressecam. Quando isso acontece, a manutenção encarece, é necessário trocar peças, fazer a higienização completa, inclusive no reservatório de água gelada, além da troca do elemento filtrante”, destaca Marcella.

Dicas para escolher o purificador ideal

– Procure uma empresa de confiança a fim de que seja indicado o melhor produto para a necessidade do consumidor. A escolha do modelo depende de alguns fatores, como o número de pessoas que consumirão a água, se no local há ponto de água e de luz próximos, se a tubulação do cliente é de ferro e necessita de um pré-filtro, entre outros.

– Verifique se marca escolhida possui lojas especializadas ou assistência técnica na sua região, para o caso do aparelho precisar passar por algum reparo;

– Pesquise o preço do refil – no mercado, os preços podem variar de R$ 50,00 a R$ 280,00, dependendo do aparelho –  e veja se o produto é vendido na região;

– Verifique a necessidade de instalação de uma válvula de pressão na saída do ponto de água, antes da colocação do purificador. A válvula deve ser instalada em casas em que a água vem da rua e não da caixa d´água e em ambientes que possuem mais de 3 andares acima. Exemplo: em um prédio de 10 andares, moradores do 7º para baixo, necessitam de válvula. Nesses casos, se a válvula não for instalada, o purificador pode estourar com a força da pressão e o risco de ocorrer vazamentos e comprometer móveis, tapetes e eletrodomésticos é grande.

Fonte: Pura Água e Ar

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.