vida

Hospitais da Cidade necessitam de doações de sangue

O grande número de turistas no município na temporada de verão, as elevadas temperaturas e o número de acidentes nessa…

19 de fevereiro de 2010 - 19:12

Da Redação

Compartilhe

O grande número de turistas no município na temporada de verão, as elevadas temperaturas e o número de acidentes nessa época são fatores que aumentam a procura por prontos-socorros e hospitais.


“Há muitos acidentados e as UTIs ficam lotadas. O consumo de sangue é grande, por isso, precisamos reforçar os estoques”, destaca a médica chefe do Banco de Sangue da Santa Casa, Delci Gomes. No Hemonúcleo do Hospital Guilherme Álvaro a situação também não é diferente.


“As emergências são muitas e, por isso, é importante a conscientização das pessoas para que possamos repor nossos estoques de sangue e salvarmos vidas”, salienta a enfermeira responsável, Haidê Bennetti de Paula.


Quem pode doar


A doação de sangue ocorre de forma rápida e segura. O procedimento dura em média 10 minutos, com a retirada de 450 mililitros, o equivalente a 10% da taxa de sangue corporal. Antes da doação, é feita a retirada de uma amostra do sangue para a realização de exames que detectam doenças como Aids, sífilis, doença de Chagas, vírus HTLV I e II, hepatites B e C.


Entretanto, são necessários alguns requisitos básicos. Podem doar sangue pessoas com boa saúde na faixa etária de 18 a 65 anos e com mínimo de 50 quilos. É importante se alimentar bem, ter dormido no mínimo seis horas e não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24 horas.


Fumantes devem evitar cigarros por pelo menos duas horas e pessoas acometidas recentemente de dengue ou diarreias não devem doar. Os homens podem fazer até quatro doações por ano, enquanto mulheres, três. Para fazer a doação, basta comparecer ao banco de sangue e apresentar documento original com foto, como RG, cartão de identidade de profissional liberal, carteira de trabalho ou passaporte.


Bancos de Sangues
Santa Casa (Avenida Cláudio Luís da Costa, 50) – de 2ª a 6ª feira, das 7h às 17h, e sábado das 7h às 11h.


Guilherme Álvaro (Rua Oswaldo Cruz, 197) – de 2ª a 6ª feira, das 7h às 17 h e, no último sábado de cada mês, das 7h às 12h.


Beneficência Portuguesa (Avenida Bernardino de Campos, 47) – de 2ª a sábado, das 7 às 12 h


Ana Costa (Rua Amazonas, 143, 8º andar) – de 2ª a 6ª feira, das 8 às 16 h, e aos sábados, das 8 às 11 h.


Casa de Saúde, São Lucas, Hospital Frei Galvão (Rua Armando Salles de Oliveira, 138) – de 2ª a 6ª feira, das 7 às 14 h, e aos sábados, das 7 às 11 h.


 

LEIA TAMBÉM: