Saúde

Médicos alertam para uso correto das máscaras

Com aumento do número de casos, população deve ficar atenta ao uso de máscara, principalmente em ambientes aglomerados

26 de março de 2021 - 19:08

João Pedro Bezerra

Compartilhe

As máscaras são fundamentais no combate ao coronavírus, porém com as novas variantes os cuidados devem ser redobrados.

A médica infectologista do Grupo Pardini, Melissa Valentini, ressalta que as cepas vindas do Amazonas (P1) e do Reino Unido são mais transmissíveis, com isso as pessoas devem ficar ainda mais atentas para colocar o adereço de forma correta

“O mais importante no uso da máscara é que ela seja aderente ao rosto. As máscaras de pano precisam ter três camadas para uma melhor proteção”, destacou a médica.

Neste momento, a Baixada Santista está em lockdown, contudo algumas pessoas seguem trabalhando normalmente nos serviços essenciais, além disso muitos precisam sair ao supermercado. O médico Eduardo Yabuta, integrante do comitê de contingenciamento no combate à Covid-19, em Praia Grande, cita que nestes ambientes é aconselhável o uso da máscara com cuidado redobrado. “Como a máscara de pano não segue um padrão de confecção único, muitas vezes ela não cumpre o rigor técnico da vedação e filtração. Assim é importante o objeto cobrir toda a lateral do rosto”, salienta.

N-95 e PFF2

Máscaras N-95/ Foto: Divulgação

Melissa Valentini e Eduardo Yabuta destacaram que as pessoas que utilizam o transporte público e trabalham em ambientes com uma circulação intensa devem utilizar as máscaras N-95 e PFF2, se possível, já que estes modelos dão uma proteção maior em relação as de pano. Para se ter uma ideia, alguns países da Europa, como a Alemanha, França e Áustria recomendam o uso destas máscaras em locais como lojas e no transporte público. No Brasil, os profissionais da saúde tiveram uma prioridade no uso das máscaras N-95 e PFF2 no inicio da pandemia, pois o mercado não estava preparado para tanta demanda.

Com o passar do tempo, a máscara N-95 e PFF2 teve uma maior produção e agora tem um valor mais acessível. É importante frisar que nesta semana novas medidas sobre o uso de máscaras em aeroportos foram decretadas no País. Dessa forma está proibido o uso de lenços, bandanas e máscaras de acrílico. “A máscara deve estar ajustada ao rosto, cobrindo o nariz e boca, sem aberturas”, informou a Anvisa.

Importância da máscara

“Estamos vivendo uma situação complicada. É o pior momento da Covid-19 no Brasil, com hospitais lotados. As pessoas devem ter consciência disso, saindo de casa apenas para o necessário, usando a máscara de forma correta para impedir o risco de contágio’, ressaltou Melissa Pardini.

Dr. Melissa Valentini

“Quando duas pessoas estão conversando, mantendo uma boa distância, usando máscaras adequadas com boa vedação e filtração, o risco de contaminação tem uma queda significativa. O número de contágio também diminui se as pessoas pararem de usar, por exemplo, a máscara no queixo” concluiu Eduardo Yabuta.

Dr. Eduardo Yabuta

Protocolos

As máscaras de pano continuam com a mesma orientação. A pessoa deve trocar o objeto, após três ou quatro horas de uso. Segundo a orientação da Anvisa, a máscara de pano deve ser descartada após 30 lavagens.

Já a N-95 e a PFF2 não podem ser lavadas ou serem higienizadas com o álcool. A máscara até pode ser reutilizada desde que o objeto fique em ambientes arejados de 3 a 5 dias, tempo hábil para deixar o vírus inativo. Vale destacar que além da máscara é preciso ficar em casa e higienizar bem as mãos com álcool em gel, água e sabão.

LEIA TAMBÉM: