Alimentação

O que é comida biodinâmica e quais são seus benefícios para a saúde

Essa é uma alternativa para quem quer, além de levar uma vida mais saudável, minimizar os impactos da agricultura no meio ambiente

05 de fevereiro de 2020 - 16:20

Publieditorial

Compartilhe

Já faz algum tempo que os malefícios que os agrotóxicos presentes nos alimentos podem causar para o corpo são conhecidos.

E a recente flexibilização das leis que regulam esses produtos é um sinal de alerta a mais.

Por conta disso é cada vez maior a busca por uma comida diferente, mais saudável e produzida de forma mais sustentável.

Os produtos biodinâmicos são uma ótima alternativa para quem quer fugir dessa maneira tradicional — e perigosa — de se alimentar.

 

Verduras e legumes compõem os alimentos da comida biodinâmica. Foto: Divulgação

Mas, afinal, o que é biodinâmica?

Baseada nas ideias de Rudolf Steiner, a biodinâmica, que se baseia nos princípios da Antroposofia, é uma forma alternativa de cultivo.

Assim, entre outras coisas, exclui o uso de agrotóxicos, pesticidas e fertilizantes no solo e nas plantas, utilizando substâncias minerais e vegetais para substituir esses insumos.

O objetivo maior do método, que também é uma filosofia, é integrar todos os seres vivos — plantas, animais e ambiente — na produção dos alimentos.

Por isso, ela leva em conta também a sazonalidade e a diversificação das espécies, não plantando somente uma coisa em um espaço e respeitando as estações do ano, por exemplo.

Uma fazenda, para a biodinâmica, é vista como um organismo, e o produtor é o responsável por manter tudo funcionando em equilíbrio.

Por não utilizar químicos, os alimentos são mais saudáveis e nutritivos.

Além disso, essa é uma forma de agricultura mais sustentável para a terra, que tem mais condições de se renovar.

Quem pensa que essa é uma ideia nova, se engana.

Os primeiros estudos nessa área começaram no início da década de 1920 e ainda são a base para a agricultura orgânica que conhecemos hoje.

 

Então é a mesma coisa de comida orgânica?

Embora as formas de cultivo sejam semelhantes, biodinâmica e orgânica não são a mesma coisa.

De forma geral, podemos dizer que todo alimento biodinâmico é orgânico, mas nem todo orgânico é biodinâmico.

Isso porque a biodinâmica utiliza uma série de técnicas que a torna única e é mais complexa, pois considera também outros fatores, como valores culturais, espirituais, econômicos e sociais.

Todas as etapas do cultivo, como plantio, irrigação e colheita, são orientadas pelas fases da lua e calendário astrológico, por exemplo.

Os adeptos da biodinâmica acreditam que o espiritual também faz parte dos ciclos da natureza, por isso, também tratam as plantas com homeopatia e cristais de rochas.

 

 

Por que optar por esse tipo de alimento?

O fato é que os alimentos cultivados dessa forma não costumam ser tão bonitos, mas são mais saborosos e nutritivos, como comprovam várias pesquisas.

Por isso, são mais saudáveis, previnem o câncer, inclusive, há indícios de que eles ajudam a tratar distúrbios mentais, como ansiedade e depressão.

Além disso, como esse tipo de produto costuma ser plantado por pequenos agricultores, essa é também uma forma de valorizar e fortalecer esse tipo de negócio.

E, claro, como discutido anteriormente, eles são menos agressivos para o meio ambiente, logo, ideais para quem está engajado nessa causa.

Como saber se um alimento é biodinâmico?

Os biodinâmicos, assim como os orgânicos, costumam ser encontrados em feiras de produtores e sites especializados e engajados na filosofia.

Mas existem supermercados que estão de olho na tendência e também já estão vendendo esse tipo de alimento.

No Brasil, esses produtos são reconhecidos pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário e têm o selo DEMETER, que é uma marca mundial que certifica esses produtos.

Como a agricultura biodinâmica respeita o ciclo de vida das plantas, nem sempre é possível encontrar tudo o que se está procurando.

Mas essa pode ser uma boa oportunidade de diversificar também os seus hábitos e conhecer outros alimentos.

LEIA TAMBÉM: