Veja quais são os riscos das dietas da moda e saiba como identificá-las | Boqnews
Divulgação

Alimentação

04 DE DEZEMBRO DE 2014

Veja quais são os riscos das dietas da moda e saiba como identificá-las

Fique atento às principais características das dietas malucas que prometem milagres, mas podem ser perigosas à saúde

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Atualmente existe uma enorme quantidade de dietas mágicas e revolucionárias, todas prometem resultados mais eficientes do que as outras e corpos perfeitos. Essa concorrência das dietas alimenta boa parte dos conteúdos de blogs de moda, nutrição e revistas. Celebridades também disputam o espaço para compartilhar sua fórmula do sucesso, que a todo custo precisam exibir suas torneadas curvas seguindo o padrão estético da atualidade. Será que tais dietas de fato eliminam o peso indesejado ou são apenas medidas paliativas que precisam de ações mais assertivas?

Hoje em dia o desejo de obter um corpo esbelto está cada vez mais em evidência e nesse contexto, os meios de comunicação contribuem muito na disseminação de conceitos adequados ou não. Com esse apelo, corre-se o risco de veiculação de dietas impróprias e inadequadas do ponto de vista nutricional e de saúde.

Na busca desse corpo tão desejado, se torna conveniente para muitas pessoas recorrer a fórmulas mágicas de emagrecimento. Sejam com shakes, sopas, chás, ervas, cápsulas, e óleos, o objetivo é obter um corpo magro sem fazer muito esforço. Assim, as tais Dietas da Moda ganharam popularidade e inúmeras variantes desde a dieta da lua até a dieta do passarinho, dieta da papinha de neném, dieta dos cubos de gelo e muitas outras.

O tempo ideal de uma dieta

Pense agora em quanto tempo você chegou ao peso que está atualmente. Acredito que não tenha sido em uma, duas ou quatro semanas, ou alguns poucos domingos regados à comilança. Com certeza foi um processo mais longo, que permeou no mínimo um ano ou mais. Analisando friamente, faça um pequeno cálculo: Se você adquiriu 10 kg a mais em um ano, espera mesmo conseguir queimar todas essas calorias em apenas um mês? Matematicamente já é uma conta escabrosa. Metabolicamente então, nem se fale! Pense que nosso organismo precisa de tempo, redução calórica e estímulo para que os mecanismos de queima de gordura se processem.

A parte desagradável é que na maioria das vezes elas são prejudiciais ao nosso organismo, apresentando-se desbalanceadas e com calorias e nutrientes insuficientes para as nossas funções vitais e podem até sobrecarregar rins, fígado e coração.

Uma consequência muito comum aos aventureiros adeptos a essas dietas é que o peso eliminado tende a retornar e até elevar-se em alguns casos após a interrupção dessas práticas alimentares. Mas por que isso acontece? Nosso organismo funciona como uma máquina que precisa do equilíbrio dos ingredientes corretos para funcionar normalmente, inclusive visando à redução de peso! As quantidades devem ser menores, mas a qualidade não pode ser negligenciada, como acontece nessas dietas.

Como identificar dietas duvidosas

Que tal aprender a reconhecer uma genuína dieta da moda? Fique atento às principais características e se ela apresentar alguma delas, você já sabe: não dê bola pra ela.

– Alegações exageradas sobre reduzir peso em tempo recorde! Uma redução saudável de peso corporal geralmente é de 4 kg ao mês.
– Enfatizam a utilização de um alimento ou pequeno grupo deles com ação milagrosa e fórmulas malucas.
– Sugerem o consumo isolado e contínuo de alimentos com consistência alterada: somente líquidos pastosos ou apenas fibrosos ou crus.
– Apresentam severas restrições alimentares, longos períodos de jejum e geralmente com poucas calorias.
– Utilizam geralmente um único estudo para compor as suas recomendações e apenas promovem os resultados satisfatórios obtidos por celebridades.
– Eliminação de determinado grupo de alimentos até se obter o resultado esperado.
– Dificuldade de serem seguidas em longo prazo.
– Geralmente não sugerem a procura de um profissional de nutrição ou acompanhamento médico ou exames laboratoriais antes de iniciar as práticas alimentares.

Lembre-se que o termo “dieta” é simplesmente o conjunto das substâncias alimentares que constitui o comportamento nutricional dos seres vivos e não tem a ver com restrição. O ideal é procurar um profissional Nutricionista capacitado a desenvolver um plano alimentar individual, realizada através de uma avaliação nutricional e antropométrica, levando em conta seu sexo, idade, estilo de vida e hábitos alimentares. E é claro que nem o Nutricionista faz milagre, o resultado satisfatório depende única e exclusivamente da sua conscientização e mudanças de hábitos de forma gradual e contínua.

Fonte: Nova Nutrii – Nutrição domiciliar

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.