Santos supera meta nacional de vacinação contra o HPV | Boqnews
Foto: Carlos Nogueira/Arquivo

Vida +

03 DE JANEIRO DE 2024

Santos supera meta nacional de vacinação contra o HPV

Resultado se deve, entre outros fatores, à imunização que foi levada às escolas

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Em caráter inédito, Santos conseguiu atingir e superar a meta da cobertura vacinal contra o HPV.

Desse modo, chegando a 98,35% do público formado por meninas e meninos de nove a 14 anos. O ideal apontado pelo Ministério da Saúde é de 95% da população dessa faixa de idade.

A marca foi alcançada em 2023, a partir de ações da Secretaria de Saúde para ampliar o acesso ao imunizante e levar mais informação sobre a importância desta proteção aos jovens e seus familiares.

Desde 2014 a vacina contra o HPV possui disponibilização pelo SUS para as meninas (nove a 14 anos), desde 2017 aos meninos (11 a 14) e teve ampliação em 2021 para os meninos a partir de 9 anos.

Medidas

Além da abertura das policlínicas aos sábados e a busca dos munícipes com vacina em atraso, a campanha de vacinação nas escolas foi um ponto importante, pois atuou de forma conjunta com os programas Santos Jovem Doutor e Saúde nas Escolas – que durante todo o ano esclareceram sobre a importância da vacina contra o HPV – um imunizante que por anos foi cercado de preconceitos e fake news.

“Foi disseminada uma informação totalmente equivocada nos últimos anos de que vacinar contra o HPV estimularia o início da vida sexual. Não há qualquer relação. É uma vacina como qualquer outra, que previne contra quatro subtipos do HPV, inclusive os que provocam câncer de colo de útero e de pênis. A vacina é a forma mais eficaz de prevenção”, explica o secretário de Saúde, Adriano Catapreta, que também é ginecologista.

Outros pontos importantes para a melhor cobertura vacinal foi a visita dos técnicos da Vigilância Epidemiológica às salas de vacina das policlínicas.

Assim como, oficinas e capacitações voltadas às atividades de vacinação de alta qualidade, em que são adotadas estratégias de vacinação considerando as características de cada local.

A vacina contra o HPV está disponível em todas as policlínicas.

Sendo assim, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. E aos sábados, das 9h30 às 15h, em unidades selecionadas, divulgadas às sextas-feiras nos canais oficiais de comunicação da Prefeitura de Santos.

Portanto, o imunizante destina-se a meninas e meninos de 9 a 14 anos. Somente após a aplicação das duas doses da vacina, que devem ocorrer no intervalo de seis meses, é que ficam protegidos das verrugas genitais e vários tipos de câncer que o vírus causa.

HPVs (papilomavírus humano) são vírus que infectam as pessoas por meio do contato direto com a pele ou mucosas, não necessariamente apenas por relação sexual, podendo ter transmissão também da mãe para o filho no momento do parto.

Dessa maneira, existem mais de 150 tipos de HPV, alguns causadores de câncer na vagina, vulva, colo de útero, ânus, pênis, boca e garganta.

Além disso, considerando todas as vacinas de rotina, a média da cobertura vacinal em Santos foi de 80%, abaixo da meta preconizada pelo Ministério da Saúde. Para 2024, a SMS aprimorará as estratégias adotadas em 2023, inclusive com parcerias.

“Neste ano, tivemos duas parcerias com o Santos Futebol Clube, que nos cedeu espaço para a imunização por duas oportunidades. Além do apoio do Rotary Clube Boqueirão de Santos e da Fundação Abrinq. Unimos forças em prol da vacinação. E esperamos neste novo ano ampliar ainda mais a cobertura vacinal na Cidade”, afirma Ana Paula Valeiras, chefe do Departamento de Vigilância em Saúde.

 

Confira as notícias do Boqnews no Google News e fique bem informado.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.