vida

Vigilância para emagrecer

Referência em emagrecer, os Vigilantes do Peso são uma alternativa para quem busca uma forma diferenciada de alcançar seu objetivo.…

31 de março de 2008 - 06:33

Da Redação

Compartilhe


Referência em emagrecer, os Vigilantes do Peso são uma alternativa para quem busca uma forma diferenciada de alcançar seu objetivo. O principal caminho é a motivação do trabalho em grupo, aliado à conscientização sobre a melhor forma de se alimentar e ter uma vida mais saudável. Sem prescrição de medicamentos ou sopas milagrosas, um dos segredos do “tratamento” são as reuniões semanais, que buscam incentivar os participantes.


Tudo começa com as reuniões semanais, quando são abordados temas importantes para a motivação de quem quer perder peso, realizada por quem um dia já esteve com uns quilinhos a mais. Além disso, alguém mais experiente dá um depoimento sobre os procedimentos que adotou.


Pelo índice de massa corporal, composto da relação entre altura e peso, chega-se ao peso ideal da pessoa, que se torna a meta para a realização do trabalho. No encontro semanal também é realizada a pesagem, anotada em uma carteirinha, para acompanhar a evolução do tratamento.


Diferente de um regime tradicional, quem faz parte do programa não sente a pressão para perder peso. “O sistema ensina novos hábitos alimentares, ajudando a emagrecer e ter hábitos mais saudáveis. São realizadas palestras para conscientizar as pessoas. Alguns hábitos não mudam porque a pessoa não experimenta coisas novas e aqui incentivamos novos paladares e até novas formas de se preparar o alimento”, afirma a gerente de São Paulo, Sônia Ventura.


O conceito dos Vigilantes é de que é possível emagrecer comendo de tudo, mas isso deve ser feito em quantidades e formas diferentes. “É preciso mudar a consciência de quem vai comer. Não pode ficar dando desculpa e se lamentando por estar acima do peso ideal. Somos obesos porque comemos errado, porque se mudarmos a quantidade e a forma de preparar a comida podemos perder peso. E para isso é só prestar mais atenção antes de fazer a refeição”, ressalta Sônia.


Quem está no programa não se sente preso a um regime, com restrições a determinados tipos de alimentos. “Temos que desmitificar esta questão da dieta, que não precisa ser dolorosa, com sofrimento, impondo que não se pode comer determinado alimento. Dizemos o contrário: pode comer de tudo, sem restrições, mas de forma diferente. Esta mudança de hábito leva a uma redução do peso de forma mais feliz, sem que a pessoa volte a engordar”, destaca.


A idade mínima para entrar no programa é de 10 anos e só não são aceitas mulheres grávidas. O programa, desenvolvido por médicos e nutricionistas, é aberto também aos profissionais que acompanham seus pacientes. A primeira reunião não tem custo e pode ser feita para conhecer o sistema. No entanto, para as demais aulas é preciso pagar a taxa de adesão de R$ 45,00 mais R$ 20,00 por semana.


Iniciado em Nova Iorque, na década de 60, o método consiste nas reuniões com suporte e motivação. A entidade acredita que cerca de 1 milhão de pessoas freqüentem semanalmente suas reuniões, em diversos cantos do mundo. No Brasil, o programa é desenvolvido há 30 anos em 12 estados, realizando atualmente cerca de 380 reuniões semanais.


Serviço


O Vigilantes do Peso tem reuniões às quartas, às 14 horas, quintas, às 18h30, sextas, às 17 horas, e aos sábados, às 8h30. Elas acontecem na Avenida Ana Costa, 482, sala 514. Informações podem ser obtidas pelo site: www.vigilantesdopeso .com.br ou pelo telefone (11) 3253-3300.

LEIA TAMBÉM: