João Carvalho Filho

Fim da rua

12 de abril de 2019 - 19:56

Da Redação

Compartilhe

O sonho de abrir por completo a Rua João Carvalhal Filho, no Campo Grande, desabou.

Isso porque com a autorização da Prefeitura na construção de um imóvel – em estado avançado da obra – para edificar uma residência no trecho da via junto à Rua José Clemente Pereira, a possibilidade daquele caminho dar continuidade à rua acabou.

Afinal, três dos quatro lotes do terreno onde seria a continuação da rua – iniciada no Marapé e terminada no Campo Grande, junto ao Canal 2 – já foram ocupadas por edificações, todas reformadas ou recém-construídas.

Aliás, uma delas de propriedade de um integrante de cargo de confiança da Administração Municipal.

Resta um pequeno espaço no trecho da mesma via junto a um prédio e também a um terreno onde há um casa, desocupada, cujas entradas seriam exatamente no trecho da Rua João Carvalhal Filho não aberto.

A ideia, talvez, é que ali vire uma rua sem saída.

Mas para isso a Prefeitura terá que indenizar a proprietária do terreno restante.

Como não há dinheiro pelo Poder Público, ficou o mico.

Assim, o único trecho aberto da via original está entre as ruas Gonçalves Ledo e José Clemente Pereira.

O restante é ocupado por um supermercado, sede da Sociedade de Melhoramentos do Campo Grande, uma área de lazer de um condomínio e agora pelas residências novas ou reformadas.

Para entender um pouco desta história, acesse a reportagem do Boqnews neste link.

 

Com construção no terceiro lote restante, abertura da rua está inviabilizada, deixando de lado uma alternativa viária prevista no Código de Posturas do Município desde a década de 50. Foto: Nando Santos

 

 

LEIA TAMBÉM:

Leia a edição impressa

ED 1262 DE 22 A 28.06.2019

Edições anteriores