Transporte

30 DE JULHO DE 2019

Participação ínfima

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

O vereador Sadao Nakai (PSDB) sentiu na pele a dificuldade que muitos usuários do sistema de transporte coletivo enfrentam ao tentar usar – de forma simultânea – o VLT e o ônibus municipal, especialmente caso precisem se deslocar para outras regiões de Santos.

Ele percorreu de ônibus e VLT o trajeto e constatou uma série de problemas que limitam o uso do transporte integrado.

Isso porque apenas 370 passageiros fazem a integração tarifária entre os dois modais, segundo dados da CET repassados ao vereador.

Na opinião do vereador, esse número é ínfimo e representa apenas 7,4% da meta. A Prefeitura previa até 5 mil passageiros por dia fazendo a integração.

Na opinião de Sadao, isso acontece porque atualmente apenas 10 linhas municipais estão integradas ao VLT.

São elas: 7, 13, 20, 30, 40, 53, 77, 153, 154 e 155. “

O total de passageiros que usufruem da tarifa integrada é muito baixo. São apenas 11.500 viagens por mês. O VLT é sinônimo de transporte rápido, pontual, moderno e ecológico. Deveríamos explorar mais esse sistema. Vou solicitar a ampliação da integração tarifária nas linhas municipais”, afirma.

 

Vereador Sadao Nakai (PSDB) identificou que apenas 370 pessoas fazem a integração VLT – ônibus, número muito distante da previsão da Prefeitura de chegar a 5 mil. Foto: Divulgação

Mais linhas

Com o objetivo de checar a integração do VLT com os ônibus municipais, Sadao identificou, por exemplo, que das 10 linhas, apenas o 30 chega na Ponta da Praia.

Apesar disso, há ao menos outras oito linhas (4, 23, 29, 19, 42, 156, 191, 194) que permitiriam pegar o VLT em São Vicente, descer em uma estação de Santos, trocar para o modal ônibus e ir até a Ponta da Praia, ou outros bairros como Aparecida e Embaré.

Para Sadao, está claro que, se a Prefeitura ampliasse a integração, aumentaria essa demanda.

“Lá atrás, a Prefeitura e o Estado sinalizaram a intenção de levar o VLT até a Ponta da Praia. No entanto, não se sabe quando seria realizada esta obra.

Enquanto não acontece essa alternativa, a integração seria uma maneira de dar mais mobilidade urbana à população”, pontua.

Hoje em dia, a tarifa do VLT é de R$ 4,40 e a do ônibus municipal, R$ 4,30.

“Sem a integração, para realizar o trajeto será necessário gastar R$ 8,70. Com a integração, o valor ficaria R$ 4,00 mais barato. É um benefício que a população de uma maneira geral receberia bem”, cita Sadao.

 

Conheça as linhas e as estações de integração

Estação Nossa Senhora de Lourdes
Linhas 7, 30, 40, 53

Estação Pinheiro Machado
Linhas 7, 30, 40, 53, 77

Estação Bernardino de Campos
Linhas 13, 30, 153

Estação Ana Costa
Linhas 20, 30, 154, 155

Estação Washington Luís
Linhas 30, 53

Estação Conselheiro Nébias
Linhas 7, 13, 30, 40, 77, 154, 155

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.