Quebra-Mar

Sem acordo

24 de setembro de 2020 - 11:43

Da Redação

Compartilhe

 

Não houve acordo entre o Ministério Público e a Prefeitura para a retomada das obras do projeto Novo Quebra-Mar.

Em julho, a prefeitura anunciou o início das obras do local, como forma de contrapartida feita pela iniciativa privada.

Em troca, a empresa Valoriza Energia, que pretende instalar uma Unidade de Recuperação de Energia na área continental de Santos, começou a demolição do espaço.

No entanto, o MP questionou e a Justiça acatou, interrompendo a quebradeira no espaço.

O promotor de Justiça de Santos, Adriano Andrade de Souza, discorda da forma como a Administração optou pela obra, pois a mesma não tem relação com qualquer impacto do empreendimento, nem estaria em sua área de influência, disse ao jornalista Carlos Ratton, do Diário do Litoral.

Assim, faltando pouco mais de três meses para o fim do ano e do mandato do prefeito Paulo Alexandre Barbosa há risco elevado da reforma do que já foi quebrado ser custeado pela Prefeitura – ou pela empresa que executou a obra.

Enquanto isso, a população está sem acesso ao parque público, onde já foram investidos milhões de reais.

Relembre a situação neste link.

LEIA TAMBÉM: