Sociedade

Baixada Santista pela Vida: entidades se unem para atender carentes

Entidades e grupos sociais se uniram com o objetivo comum: de atenuar as más condições vividas por milhares de pessoas na Baixada Santista

09 de abril de 2020 - 22:08

Da Redação

Compartilhe

 

Nesta Sexta-Feira Santa, um conjunto de organizações da sociedade civil da Baixada Santista lança a Campanha Baixada Santista pela Vida.

Nas primeiras semanas, a campanha pretende atingir inicialmente 1000 famílias e mais de 20 comunidades em várias cidades da Baixada Santista, podendo dobrar nas próximas semanas a depender do apoio recebido.

A meta é arrecadar R$ 330 mil.

“Por meio da campanha #baixadapelavida pretendemos apoiar moradores de cortiços, palafitas, favelas e outros tipos de sub habitações; trabalhadores desempregados ou submetidos ao trabalho informal; idosos, especialmente sozinhos ou em casas de repouso”, diz o manifesto da Frente Baixada Santista pela Vida, responsável pela ação.

Com os recursos arrecadados, a campanha vai doar alimentação e kits de higiene para famílias, um coletivo de makers da Baixada Santista que está fabricando máscaras de proteção para profissionais da saúde e lideranças comunitárias e microempreendedores periféricos.

Qualquer um pode participar: para doar basta acessar o link baixadapelavida.org.

Na página é possível doar valores para compra de cestas básicas, kits de higiene e até mesmo apadrinhar uma família.

Estudos apontam que quase 500.000 mil pessoas vivem em condições socioespaciais precárias na região.

A Baixada Santista possui 485 assentamentos precários, 182 favelas, 221 cortiços, 270 loteamentos irregulares e 33 conjuntos habitacionais não legalizados, segundo estudo realizado pela Agência Metropolitana (AGEM), em parceria com a Emplasa e a Universidade Federal do ABC.

 

 

Frente Baixada Santista

A Frente Baixada Santista surgiu após uma articulação entre quatro organizações da sociedade civil atuantes na região: Arte no Dique, Fórum da Cidadania de Santos, Instituto Elos e Instituto Procomum.

Todos atentos à importância de criar um fundo solidário para combater o impacto da pandemia de Covid-19, especialmente nas comunidades periféricas.

A Frente já organizou dois encontros virtuais com a presença de outras organizações, indivíduos e movimentos que também se integraram à tarefa, como: Fórum de Economia Solidária da Baixada Santista, Fundo de Defesa e Ação e Economia de Francisco; Fórum Regional de Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social da Baixada Santista e Vale do Ribeira.

E ainda; Fórum Social Permanente da Baixada Santista; UNEGRO União de Negros pela Igualdade; CNTU conferência; São Paulo Suas; Fórum da Cidadania do Guarujá; Associação de Combate aos Poluentes; ONG Concidadania; Fórum Municipal da Criança e do Adolescente – FSBS;

E também: Fórum EcoSol BS; Protagonismo Cidadão; Redes Socioambientais da Baixada; Instituto Arte no Dique; Pastoral Povo da Rua – Igreja Católica; Settaport; Fórum Social de Santos, Pastoral do Menor, entre outras.

Para além dos itens de necessidade básica e emergenciais e iniciativas solidárias, o grupo também defende afirmar uma linha de atuação política para trabalhar em parceria com o poder público e legislativo, para de maneira propositiva construir soluções para as demandas da sociedade civil.

 

Serviço:

Como participar/apoiar?

Entre no site baixadapelavida.org e doe!

Também é possível participar como voluntário de algum dos grupos de trabalho ou ajudando a promover e divulgar as ações da Frente.

Se você gostaria de receber as campanhas que a Frente vai lançar para poder divulgar, entre em contato com alguma das organizações organizadoras.

 

lab.procomum.org

institutoelos.org

https://www.artenodique.com.br/

https://forumdacidadania.org.br/

hashtags: #baixadapelavida

#sociedadecontraocorona

Site da Frente: baixadapelavida.org

LEIA TAMBÉM: