Dia de Santo Amaro tem programação especial de missas em Guarujá | Boqnews
Foto: Arquivo/PMG

Guarujá

12 DE JANEIRO DE 2024

Dia de Santo Amaro tem programação especial de missas em Guarujá

Igreja Matriz e Capela Santo Amaro farão tríduo, missas e outras ações

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

O Dia de Santo Amaro, Padroeiro de Guarujá, será celebrado nesta segunda-feira (15). Por isso, a Cidade terá programação religiosa especial. Portanto, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima e Santo Amaro – Matriz de Guarujá (Praça da Matriz, 1 – Centro) e a Capela Santo Amaro, pertencente à Paróquia São José, (Rua Waldemar Tagari, 316 – Jardim Conceiçãozinha) farão missas solenes, procissões, tríduos e quermesses, a partir desta sexta-feira (12).

Sendo assim, a Igreja Matriz realizará o Tríduo de Santo Amaro, de sexta-feira (12) a domingo (14). Nos dois primeiros dias, às 18 horas, haverá a reza do terço. Logo depois,ocorre a missa, às 19 horas. No domingo, fechando o tríduo, a missa acontecerá no mesmo horário. Na segunda-feira (15) – Dia de Santo Amaro, a programação conta com missa, às 8 horas, terço às 18 horas, procissão pelas vias do Centro às 18h30, seguida de missa campal, em frente à Matriz, na Avenida Puglisi.

Capela Santo Amaro

Já na Capela Santo Amaro, o tríduo também acontecerá de sexta-feira (12) a domingo (14), mas em horários diferentes. Na sexta e no sábado, haverá missa às 19h30. No domingo, a celebração acontecerá às 8 horas. Na segunda-feira (15), quando celebra-se o Padroeiro de Guarujá, a procissão percorre as ruas do entorno a partir das 18 horas, seguida de missa.

Tanto na Matriz quanto na Capela Santo Amaro haverá quermesse ao fim de todos os dias do tríduo e do Dia do Padroeiro, com diversas barracas de comidas e bebidas.

Padroeiro que andou sobre as águas 

Santo Amaro nasceu em Roma, na Itália, no século VI. Também conhecido como Mauro, entrou muito cedo para a vida religiosa e se tornou beneditino aos 12 anos de idade. Foi apontado como um exemplo de virtude, obediência e abertura à ação do Espírito Santo. O seu milagre mais famoso é uma visão de São Bento, de um jovem se afogando em um pequeno rio. Bento, então, teria chamado Amaro e pedido a ele que tentasse salvar o garoto. O santo focou na realização da tarefa que, sem notar, andou sobre as águas, salvando o menino.

Amaro foi enviado por São Bento à Gália para fundar um mosteiro. Ele o governou por um período de 40 anos e lá faleceu aos 72 anos, vítima de uma peste que também levou muitos dos seus monges.

Em Guarujá, a primeira manifestação religiosa em louvor a Santo Amaro aconteceu em 1545, dois anos após o batismo da Ilha, quando o comerciante português, José Adorno, mandou construir uma capela para o santo. Porém, apesar de não haver vestígios desse templo, acredita-se que ele teria sido erguido na localidade hoje conhecida como Santa Cruz dos Navegantes.

Centenas de anos depois, surgiu uma nova edificação próxima à Praia de Pitangueiras, que seria a primeira Igreja Matriz de Guarujá. Porém, um incêndio ocorrido em 1929 destruiu o prédio e, por um milagre, apenas a imagem de Santo Amaro foi resgatada. Em 1957, um comerciante local ergueu um novo templo, porém, em homenagem a dois padroeiros: Santo Amaro e Nossa Senhora de Fátima, onde permanece até hoje, na Praça da Matriz, 1 – Centro.

Confira as notícias do Boqnews no Google News e fique bem informado.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.