Em 24 horas, GCM prende dois homens após casos de violência doméstica em Santos | Boqnews
Foto: Raimundo Rosa/PMS

Violência

09 DE AGOSTO DE 2022

Em 24 horas, GCM prende dois homens após casos de violência doméstica em Santos

Desde 2019 funciona em Santos o projeto Guardiã Maria da Penha da GCM

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Santos deteve dois homens, de 31 e 36 anos, acusados de violência doméstica contra suas esposas. Os crimes ocorreram no bairro Campo Grande e no Caruara, na Área Continental de Santos.

Na manhã de segunda-feira (8), uma equipe da GCM fazia patrulhamento preventivo pelo Campo Grande, quando foi alertada pela própria vítima. Ela estava em um carro com o agressor, apresentava ferimentos no rosto e outras lesões pelo corpo, alegando ter sido agredida pelo marido.

Segundo a vítima, a agressão ocorreu inicialmente após desentendimento entre o casal na residência da mãe do agressor. A violência seguiu quando ambos saíram da casa e entraram no carro, onde o agressor lhe desferiu golpes de guarda-chuva no pescoço.

O suspeito foi preso de imediato pelos guardas municipais, enquanto a mulher foi conduzida à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central, onde foi medicada e liberada.
Posteriormente, o casal foi apresentado na Delegacia de Defesa Mulher (DDM Santos), onde foram ouvidos pela delegada plantonista, que determinou o registro de ocorrência de violência doméstica, ameaça e lesão corporal.

O agressor ficou preso, à disposição da Justiça, e a vítima foi orientada quanto aos trâmites para solicitação de medida protetiva, com base na Lei Maria da Penha.

Nesta terça-feira (9), no início da manhã, uma  guarnição da GCM prendeu outro homem, esse de 36 anos, acusado de agredir a mulher, de 31, dentro de casa, no bairro Caruara.

De acordo com o boletim policial, o filho do casal, de 11 anos, foi até a base da GCM no bairro para pedir ajuda, dizendo que os pais estavam se agredindo. Ao chegarem ao local, os agentes encontraram o casal discutindo e, em contato com a vítima, ela afirmou ter sido agredida com uma cabeçada.

O homem foi preso e responderá por lesão corporal contra mulheres, enquadrado na Lei Maria da Penha.

A Prefeitura de Santos criou, em 2019, o projeto Guardiã Maria da Penha, da GCM, que atende mulheres vítimas de violência doméstica e monitora medidas protetivas contra agressores. Atualmente, 56 mulheres são atendidas pelo programa.

Para acionar o projeto, basta telefonar para o número 153.

Neste mês, o prefeito Rogério Santos assinou o decreto que cria o Programa de Empoderamento Feminino (Pró-Mulher), ampliando a denominação da Secretaria Municipal de Cidadania para Secretaria Municipal da Mulher, e tem como meta encorajar e incentivar as denúncias de violência contra a mulher.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.