Vacina

Em Guarujá, meta de 90% ainda não foi alcançada para todos os grupos

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, professores e adultos de 55 a 59 anos devem procurar a unidade de saúde mais próxima até o próximo dia 30

06 de junho de 2020 - 18:00

Da Redação

Compartilhe

Com a prorrogação da Campanha de Vacinação (Influenza vírus H1N1, A e B) pelo Ministério de Saúde, até o próximo dia 30, para atender grupos prioritários, Guarujá continua imunizando, visto que até o momento só superou a meta de cobertura (que é de 90% para cada grupo) para idosos (135%), o que indica que vacinou também pessoas de fora do Município; profissionais de saúde (99%) e pessoas com comorbidades (100%).

Para outros públicos como crianças de 6 meses a menores de 6 anos (45%), gestantes (57%), puérperas(mulheres em período pós-parto) (62%), professores da rede pública e privada (39%) e adultos de 55 a 59 anos (21%), a cobertura no Município ainda está abaixo do esperado.

Por esse motivo, quem ainda não se vacinou deve comparecer até o dia 30 na unidade de saúde mais próxima da residência. A Cidade ainda conta com estoque suficiente para atender a demanda, em 20 postos de vacinação, entre Unidades Básicas (UBS) e de Saúde da Família (Usafas) à disposição, das 8 às 17 horas. Todos esses locais contam, ainda, com o sistema drive thru.

Para se imunizar, é preciso levar documento com foto e carteira de vacinação. Já pacientes crônicos precisam apresentar recomendação médica; no caso de trabalhadores portuários é solicitado documento que comprove vínculo empregatício; e aos caminhoneiros, carteira de habilitação.

Balanço

Na terceira fase da campanha, Guarujá imunizou 2.681 adultos entre 55 e 59 anos; 1.410 professores; 10.897 crianças de 6 meses a menores de 6 anos; 1.924 gestantes; 340 puérperas e 19 pessoas com deficiência.

Das 94.277 pessoas imunizadas até o momento, que representam 87% da meta, 36.798 são idosos, 10.633 profissionais da saúde e 21.623 pessoas com comorbidades. Para esses públicos, a Cidade atingiu uma cobertura superior a 100%, sendo 135%, 99% e 100%, respectivamente.

Quanto aos trabalhadores da defesa e segurança, 2.228 já receberam a dose, e dos trabalhadores portuários, 2.107 pessoas foram vacinadas. Além desses, caminhoneiros somam 983 imunizados e mais 215 funcionários do sistema prisional.

LEIA TAMBÉM: