Emissário deve reabrir parcialmente no primeiro semestre de 2022 | Boqnews
Foto: João Pedro Bezerra

Santos

12 DE NOVEMBRO DE 2021

Emissário deve reabrir parcialmente no primeiro semestre de 2022

Pista pump track e espaço para pets fazem parte da primeira fase da obra

Por: João Pedro Bezerra

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Desde julho do ano passado, o Emissário Submarino, em Santos, está fechado, dando a sensação de um enorme vazio.

Afinal, o parque recebia público de todas as idades, como idosos e crianças no período da manhã e da tarde, além de adolescentes e adultos na parte noturna. O parque é um símbolo para os munícipes, sendo uma das principais marcas da Cidade. No ano passado, a Administração anterior anunciou que o local seria completamente remodelado. Mas isso não ocorreu.

O projeto do Novo Quebra-Mar iria contar com pista de skate, uma quadra de basquete 3 x 3, estrutura para a escalada e outras atrações, como quiosques e restaurantes. O espaço começou a ser destruído para a reforma, como uma forma de contrapartida com a iniciativa privada, prevista em lei.

A parte interessada pretendia construir uma usina de incinerador de lixo na Área Continental. Porém, os trabalhos da empresa no Emissário duraram pouco. Na realidade, dois dias, quando a Justiça, por meio do Ministério Público, suspendeu as obras. O MP apontou uma série de irregularidades no projeto, como falta de audiência pública e possíveis impactos ambientais. Com boa parte da estrutura quebrada, o Emissário está fechado desde então, repleto de tapumes, vários deles em mau estad.

A Prefeitura de Santos anunciou que realizaria a obra por conta própria no início do ano.

Com Emissário fechado, público evita local/ Foto: João Pedro Bezerra

Obras

Na última segunda-feira (8), a Prefeitura publicou no Diário Oficial uma impugnação no edital apresentada por uma empresa, assim será retomada a concorrência pública. Como as obras são realizadas de forma gradativa, o trabalho da Prefeitura no Emissário não foi comprometido.

A previsão de reabertura gradual está mantida para o primeiro semestre de 2022.
Assim, as equipes da Prefeitura já estão trabalhando no local, principalmente na área de limpeza do espaço que foi prejudicada com a sujeira e na pista pump track para a prática do ciclismo bmx.

De acordo com a Prefeitura de Santos, a pista de ciclismo e o espaço para os pets já estarão prontos no início de 2022. Em nota, o Poder Executivo salientou que os trabalhos tiveram início no dia 19 de julho. O serviço é realizado Secretaria de Serviços Públicos (Seserp), com investimento de quase R$ 1,1 milhão, de recursos próprios. Além disso, o espaço tem recebido obras de drenagem e cabeamento elétrico.

“O prazo de execução da fase 1 será de 12 meses e o custo estimado será de mais de R$ 14 milhões (recursos do Estado e Município). O projeto do Novo Quebra Mar receberá recursos de R$ 9 milhões do Governo do Estado, por meio de convênio. A Prefeitura continua buscando recursos junto aos governos estadual e federal para o restante da obra (fase 2), que também será realizada com recursos do Município, que promoverá intervenções e licitações para a execução do projeto por etapas”, destacou o Poder Executivo.

Por sua vez, vale registrar que a escultura dos 100 anos da imigração japonesa feita pela artista plástica Tomie Ohtake tem várias partes com ferrugem.

Ferrugem no equipamento/Foto: João Pedro Bezerra

 

Impactos

O fechamento do Emissário causou um impacto negativo em diversos setores, principalmente no comércio.

De acordo com a comerciante Andressa Lasmar, que tem uma banca em frente ao local, o movimento de pessoas caiu consideravelmente desde o fechamento. “As pessoas passavam o dia no Emissário. Com o equipamento fechado, as vendas despencaram”, citou.

A comerciante salientou os problemas com a falta de segurança e a diminuição de policiais no local. “Na semana passada, tentaram entrar na minha banca. Chegaram a cortar o cadeado. A nossa sorte é que o indivíduo se intimidou, pois algumas pessoas viram a ação”.

Por fim, ela destacou a importância do aumento do efetivo no local. “O pessoal tem medo de ser assaltado. Além disso, muitos moradores citam que o furto de fios aumentou nos últimos meses”.

Inclusive, com o parque fechado, muitas pessoas aproveitam a situação para o consumo de entorpecentes. Outro comerciante prejudicado com o fechamento do Emissário é Wladimir Adriano, que tem um restaurante próximo ao local.

“Nos finais de semana, havia muito movimento de turistas no restaurante. Agora a situação está complicada. Espero que a reforma no local possa atrair novamente o público”, citou Wladimir.

O comerciante também frisou a falta de segurança, sobretudo em dias de semana. Ele salientou que um dos furtos mais comuns são de bicicletas.

Esperança

Um parque com modernidade traz esperança, sobretudo para quem busca empreender no bairro.

Marcos Giujarro abriu há pouco tempo o espaço MK Food e Drinks.Ele espera que já nesta temporada de verão, com a possível reabertura parcial do Emissário, o empreendimento ganhe destaque, aumentando assim o número de clientes.

“Com a vacinação em massa, as pessoas querem sair e se divertir. Acredito que a reforma do espaço será benéfica para a economia de Santos”, salientou.

Troca de local

Neste período sem o Emissário, os santistas precisaram trocar o ponto de passeio, assim muitos passaram a frequentar a Praia do Gonzaga e do Boqueirão. Todavia, a diversão tem ficado cada vez mais restrita, por conta da falta de iluminação em diversos trechos da orla de Santos.

A Prefeitura salienta que o motivo da escuridão que se agravou no mês de setembro é devido aos furtos de fios e que já trabalha para restabelecer a energia nos postes de iluminação antes da temporada de verão.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.