Foto: Divulgação

Economia

15 DE DEZEMBRO DE 2015

Especialista ensina como começar 2016 sem dívidas

Autora do livro ‘Virada Financeira’, Patricia Lages, elenca três sugestões para quem quer fugir do vermelho

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

dinheiroNesse fim de ano, tem muita gente com os cabelos em pé com tantas dívidas. É fatura do cartão de crédito para pagar, contas de casa, matrícula da escola dos filhos e, claro, os presentes de Natal. Com a crise econômica no país, a economia neste terceiro trimestre encolheu 1,7% em relação ao segundo. Mas, calma, não precisa dispensar o peru da ceia para economizar e se dar bem em 2016.

Quer começar 2016 com tudo? Então, é só seguir à risca algumas das dicas da especialista em finanças e autora do livro Virada Financeira, Patricia Lages:

1. Análise
Como em tudo na vida, antes de agir temos que pensar, ou seja, não basta apenas lançar seus dados (receitas e despesas) na planilha, você precisa analisá-los. Primeiramente, veja se todos os gastos fixos que você tem são realmente necessários. Aluguel, mensalidade da faculdade e coisas do tipo não dá para fugir e vão continuar no seu orçamento, mas há coisas que você paga por costume e é isso que deve ser analisado. Por exemplo: talvez você esteja pagando TV a cabo, mas mal assiste à televisão.

2. Redução e corte
Para começar, disponha-se a reduzir o valor de suas contas de consumo com atitudes conscientes, por exemplo: diminua a duração do banho, use sempre a capacidade máxima da máquina de lavar roupa (se sua máquina lava 8 quilos, não ligue-a com apenas 4), não durma com a TV ligada, verifique se há vazamentos no encanamento, cozinhe com as panelas tampadas para gastar menos gás, etc. Analise também sua conta de telefone e veja se o pacote que você paga tem sido utilizado da melhor forma. Pagar 200 minutos quando se usa 100 não tem sentido, mas também não vale a pena pagar 200 e usar 300, pois os minutos fora do pacote são mais caros.

3. Redirecionamento
Uma vez que o dinheiro começou a surgir e sua conta está divando, é hora de não deixar a peteca cair. Muitas pessoas se enrolam ainda mais quando o dinheiro sobra, simplesmente por não saberem o que fazer com ele. Por isso, a etapa de redirecionar o dinheiro é extremamente importante. Se você tem dívidas, não há dúvida que todo dinheiro extra deve ser usado na quitação delas. Mas se não tem, já pense em um destino para suas economias: fazer um curso, trocar um móvel da casa, pintar seu quarto, enfim, não deixe o dinheiro dando bobeira.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.