Expectativa positiva | Boqnews

Cidades

02 DE JANEIRO DE 2009

Expectativa positiva

Apesar da crise financeira que se estabeleceu na segunda metade de 2008, a expectativa turística da Cidade é de crescimento e novas iniciativas para o ano que se inicia. De acordo com a Secretaria de Turismo de Santos, alguns projetos serão finalizados ainda em janeiro  com o objetivo de atrair mais turistas para a Cidade […]

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Apesar da crise financeira que se estabeleceu na segunda metade de 2008, a expectativa turística da Cidade é de crescimento e novas iniciativas para o ano que se inicia. De acordo com a Secretaria de Turismo de Santos, alguns projetos serão finalizados ainda em janeiro  com o objetivo de atrair mais turistas para a Cidade durante a alta temporada. 

A ampliação da Linha Turística do Bonde é um deles. O passeio terá seu trajeto triplicado e passará por 30 pontos turísticos totalizando 1 hora de duração. Além disso, a ampliação da linha consolida o Museu Vivo do Bonde, com a circulação de veículos de diversos países. Já existem modelos de Portugal, Estados Unidos e Itália. 

O Parque As Ondas de Santos 21 também deve ser entregue até o final do mês, dentro das comemorações do aniversário da Cidade. O parque, que será público, estará localizado no Emissário Submarino e prevê áreas verdes, ciclovia, playground, Museu do Surfe, pistas de skate e de cooper, além de um heliponto de uso para o Corpo de Bombeiros.

Parceria

A parceria do Sebrae com o Santos e Região Convention e Visitors Bureau, iniciada em 2007, proporcionou à região ainda mais projetos de caráter turístico. “O Bureau é um modelo de liderança muito interessante, pois agrega um número grande de parceiros no turismo”, diz a gerente regional do Sebrae, Silvana Pompernayer.

Conforme ela, o principal projeto para 2009, em parceria com o Bureau, é consolidar a Costa da Mata Atlântica – termo empregado para divulgação turística regional – como destino turístico, principalmente durante a  baixa temporada.“Durante o último projeto realizado, cerca de 245 pontos turísticos foram escolhidos para compor roteiros na Baixada Santista. O objetivo é que o turista aproveite outros atrativos das cidades da região, além das praias”, diz Silvana.

Com o objetivo de informar agentes de viagens e turistas, três roteiros turísticos foram elaborados. O histórico cultural abrange as cidades da Baixada Santista, com um passeio de 10 dias. O ecológico rural têm duração de cinco dias e o científico ambiental faz um passeio pela cidade de Cubatão e visita fábricas com consciência ambiental. “Segundo a CET, o fluxo de veículos durante a baixa  temporada aumentou 7, 31%, o que indica que as ações foram positivas”, comenta Silvana.

A novidade para o ano de 2009 será a inclusão da parte naútica e trilhas no catálago turístico da Mata Atlântica. “ Para criar esses roteiros, fizemos um levantamento na Baixada Santista. As atrações estarão disponíveis no próximo catálogo”, conta. O objetivo é chamar a atenção do turista para a diversidade da região”, completa.

Incentivar o  turismo de negócios também está entre as principais ações para o novo ano. Em 2007, de acordo com o último balanço realizado pelo Bureau, o número de eventos aumentou em 47,83% e em 42% a  receita gerada, o que representou um aumento  de R$ 50 milhões para R$ 71 milhões. A expectativa para 2008 – cujo montante real ainda não foi finalizado – é de um aumento em 30% – o que atingiria R$ 92 milhões da receita total gerada em turismo de negócios.

 De  acordo com a Embratur, o turista gasta, por dia, cerca de R$ 34,00. Já o turista de negócios cerca de R$ 325,00. “O turismo de negócios gera capital para a cidade e  principalmente para a microempresa”, analisa Silvana. 

Rede Hoteleira

Dispostos a investir em suas instalações, os hotéis da região também apostam no turismo de negócios para o ano de 2009. “Os hotéis estão preparados para receber todo tipo de evento. A maioria passou por reformas nas instalações, salões e escritórios”, diz o presidente do Sindicato dos hotéis, restaurantes, bares e similares da Baixada Santista e Vale do Ribeira, Sinhores, José Lopez Rodriguez.

Ele aponta Santos e Guarujá como cidades principais nessa categoria. “Com os novos hotéis, Guarujá também está preparada para os eventos de negócios, o que pode aumentar ainda mais esse tipo de turismo na região”, diz. 

De acordo com o presidente do sindicato, apesar da crise financeira, que afeta todos os setores da Cidade, a expectativa para o verão é de 75% de ocupação nos hotéis. “Uma estimativa maior do que o ano passado”, acredita.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.