Munícipes enfrentam longa fila para fazer teste de covid-19 no Ulrico Mursa | Boqnews
Foto: Divulgação

Santos

27 DE JUNHO DE 2022

Munícipes enfrentam longa fila para fazer teste de covid-19 no Ulrico Mursa

População ficou mais de duas horas na fila

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Quem precisou ir ao estádio Ulrico Mursa, nesta segunda-feira (27), para realizar o teste de covid-19, enfrentou uma longa fila.

O médico veterinário Guilherme Sellera Godoy conta que chegou às 9h no local e só conseguiu fazer o teste às 11h30, ou seja, duas horas e meia de espera.

“A população ficou esperando na chuva, por sorte, muitas levaram o guarda-chuva, outras foram embora. A situação foi ainda pior para os mais idosos quem tem uma imunidade menor”, salienta Guilherme.

Ele ressalta que ficou mais de uma hora na arquibancada e depois disso, foi direcionado para o salão, onde é realizada a triagem.

Além disso, o médico reclama da mudança do local nas testagens.

“A Prefeitura concentrou os testes no estádio Ulrico Mursa, precisei sair da Ponta da Praia para ir ao local”, finalizou.

Prefeitura

A Secretaria de Saúde de Santos enfatiza que todas as policlínicas do município continuam a fazer a testagem de pessoas dos grupos prioritários que residem em sua área de abrangência: idosos acima de 60 anos, crianças e jovens de zero a 17 anos, gestantes, puérperas (até 6 meses após o parto) e pessoas com deficiência.

De todas as policlínicas, dez atendem a 100% da população do seu território, independentemente de condição, por apresentarem volume menor de demanda: Alemoa, São Manoel e Piratininga (na Zona Noroeste); Jabaquara, Monte Serrat, Morro José Menino, Santa Maria, Vila Progresso (na Região dos Morros); Monte Cabrão e Caruara (na Área Continental).
A Prefeitura orienta que procurem o centro de testagem apenas as pessoas que não fazem parte do grupo prioritário e que residam em localidades diferentes das unidades que estão absorvendo toda a demanda de seu território.
A reabertura do centro de testagem contra a covid-19, na Portuguesa Santista, tem como objetivo dar mais conforto aos moradores do SUS que apresentam sintomas gripais. Nas últimas semanas foi verificado um aumento na demanda, que estava sendo absorvida nas policlínicas e nas UPAs,  e com isso, sobrecarregando as unidades.

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.