Doria pede para que pessoas não viajem para o litoral paulista | Boqnews
Foto: Divulgação

Páscoa

08 DE ABRIL DE 2020

Doria pede para que pessoas não viajem para o litoral paulista

Governador João Doria pediu que as pessoas evitem viajar nesta Páscoa, especialmente em direção ao litoral paulista.

Por: Fernando De Maria

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

O governador João Doria (PSDB) pediu que as pessoas não viajem, em especial, ao litoral paulista durante a Páscoa, data que atrai milhares de pessoas às praias.

No ano passado, a Ecovias, que atua no Sistema Anchieta-Imigrantes, calculou a vinda de 290 mil veículos em direção ao litoral paulista.

“Não viajem ao litoral de São Paulo. Fiquem em casa durante a Páscoa”, enfatizou na abertura da entrevista coletiva realizada agora há pouco no Palácio dos Bandeirantes.

“Ficar em casa deixará as pessoas mais seguras e protegidas”, destacou Doria.

Ele enfatizou ainda que todas as praias do litoral paulista estão fechadas para o público.

Doria negou que o governo tomará medidas de restrição de fluxo nas estradas.

“Viajar não será contributivo neste momento”, enfatizou.

 

O acesso às praias do litoral está proibido.. Foto: Divulgação – Arquivo

Preocupação

O governador lembrou que os prefeitos da Baixada Santista estão preocupados com uma invasão de turistas.

“O sistema de saúde do litoral não está preparado para aumento súbito da demanda, mas só para atendimento da população local”, enfatizou, após ser indagado por uma repórter.

Doria pediu que as pessoas façam suas orações com seus familiares nesta Páscoa, mesmo que de forma virtual. “Independente do credo, a oração pacifica”.

Em razão do elevado índice de idosos, cuja taxa de letalidade supera a média paulista, a Baixada Santista tem potencial de se tornar uma nova Itália, caso as medidas de quarentena e isolamento social não sejam cumpridas.

Pessoas acima de 60 anos representam a maior taxa de letalidade da doença.

Quatro das nove cidades da região tem indicadores acima da média estadual em relação ao grupo de risco.

Reportagem do Boqnews mostra uma relação clara de maior número de mortes justamente nas cidades com as maiores taxas proporcionais de idosos, independente do coronavírus (dados de 2019, antes da chegada do vírus no País).

 

Números

Conforme os últimos números, o Brasil tem 13.717 casos do Covid-19, com 677 óbitos.

Dessa forma, São Paulo tem 5.682 casos e 371 mortes.

De ontem para hoje, houve alta de 17% e 21%, respectivamente, no Estado.

Assim, São Paulo representa 55% do total de óbitos no País e 41% no Estado.

Na atualidade, são 861 pacientes vítimas do Covid-19 internados em UTIs e 815 em enfermaria (de menor gravidade).

Confira a coletiva

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.