Câmara de Santos

Audiência discute impacto da Reforma da Previdência entre as mulheres

O ex-ministro da Saúde e atual deputado federal Alexandre Padilha (PT) também participará do encontro. Propostas ajudarão na formulação de emendas.

07 de junho de 2019 - 20:02

Da Redação

Compartilhe

Os impactos da Reforma da Previdência para as mulheres é o tema da audiência pública que ocorre na segunda (10), na Câmara de Santos.

Sob coordenação da vereadora Telma de Souza (PT), o evento terá a participação do deputado e ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT/SP).

Também participarão do debate o advogado Sergio Pardal, do Fórum em Defesa das Aposentadorias; Jocenita Silva Santos, presidente do Sindimont.

E ainda: Ivanise Monfredini, coordenadora da Cátedra Don Paulo Evaristo Arns da UNISANTOS;

E também: Virgínia Junqueira, Professora da Unifesp,=.

Também Camila Ikuta, Assessora Técnica do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE).

Ainda: Débora Camilo, vice-presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB/Santos.

A atividade foi proposta pelos membros da Subcomissão Especial da Seguridade da Mulher, da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, da qual Padilha é membro titular.

Desta forma, a proposta é que o debate seja levado aos estados a fim de subsidiar relatórios que serão propostos na Comissão.

Após a conclusão deste processo, projetos de lei e outras medidas poderão ser apresentadas no Congresso Nacional em defesa da aposentadoria digna para as mulheres.

Além disso, as audiências já aconteceram nas cidades de Santo André, Campinas, Capital Paulista e Ribeirão Preto.

 

O impacto da Reforma da Previdência entre as mulheres é o tema em debate na Audiência Pública marcada para segunda (10), na Câmara de Santos. Foto: Divulgação

Fundo de Regaste da Saúde Pública

Na oportunidade, Padilha também apresentará o projeto de lei para criação do “Fundo de Resgate da Saúde Pública”.

A proposta é uma alternativa para barrar os cortes da saúde pública.

Eles foram iniciados pelo governo Temer, com aprovação da Emenda Constitucional (EC) 95.

Ela é conhecida como PEC da Morte, que congelou os investimentos em educação e saúde para os próximos 20 anos.

O projeto resgata, através de um fundo, investimentos para a saúde congelados pela EC através de seis fontes de recursos.

Para conhecer o Projeto e dar sugestões para sua construção, é só clicar neste link: https://bit.ly/2QgjzUk

 

Serviço

Audiência Pública: o impacto da Reforma da Previdência para as Mulheres

Local: – Câmara Municipal de Santos – Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, 1 Vila Nova

Dia: 10/06 – Horário: 15h

LEIA TAMBÉM: