Em 2025, salário de prefeito (a) eleito (a) será de R$ 33 mil, define Câmara | Boqnews
Fachada da prefeitura de Santos. Foto: Nando Santos/Arquivo

E R$ 35 mil em 2026

30 DE NOVEMBRO DE 2023

Em 2025, salário de prefeito (a) eleito (a) será de R$ 33 mil, define Câmara

Reajuste foi aprovado em segunda discussão. Medida valerá para o próximo mandato, ou seja, para quem for eleito em outubro de 2024.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Em segunda votação, a Câmara de Santos sacramentou a decisão da última terça (28) e aprovou os novos subsídios do (a) futuro (a) prefeito (a), vice e secretários municipais.

A nova medida valerá para o próximo mandato, ou seja, para quem for eleito em outubro do próximo ano.

Como na primeira discussão, apenas seis vereadores votaram de forma contrária à proposta.

Aliás, além do futuro prefeito, também receberão reajuste no subsídio o vice-prefeito eleito e os futuros secretários municipais.

Dessa forma, a medida valerá somente a partir de 2025.

Assim, em números, o (a) futuro (a) governante eleito (a) receberá R$ 33 mil no primeiro ano de mandato e R$ 35 mil no ano seguinte.

O acréscimo para 2026 ocorre em razão da emenda modificativa apresentada pela Comissão de Finanças e Orçamento.

A decisão ocorre após aval dos vereadores Ademir Pestana (PSDB), Fabrício Cardoso (Podemos) e Paulo Miyasiro (Republicanos).

Portanto, a elevação nos subsídios para o (a) futuro (a) prefeito (a) será de 25,6% para 2025.

E chegará a 33,2% em 2026.

Atualmente, o prefeito de Santos recebe R$ 26.270,00.

Vice-prefeito e secretários

Já o futuro vice-prefeito terá um aumento de 19,5%

Portanto, passará dos atuais R$ 13.140,00 para R$ 15.712,30.

Os secretários municipais também serão beneficiados.

Sairão dos atuais R$ 21.890 para R$ 27.704,52 – elevação de 26,5% – também a partir de 2025.

Os reajustes terão um impacto nos cofres municipais de R$ 2,44 milhões – praticamente o valor destinado para a Fundação Parque Tecnológico de Santos.

Assim como na primeira votação, seis vereadores se colocaram contrários à proposta.

Casos de Rui de Rosis (União), Fábio Duarte (Podemos), Débora Camilo (PSOL), Francisco Nogueira (PT), Benedito Furtado (PSB) e Telma de Souza (PT).

Muitos por terem votado de forma oposta em relação ao aumento dos benefícios aos procuradores, recentemente votado, e até o aumento dos subsídios dos próprios edis.

Além da comparação com os índices propostos e pagos aos demais servidores municipais.

Vereadores

Também a partir da próxima legislatura, os edis santistas terão os valores dos subsídios reajustados dos atuais R$ 9.938,94 para R$ 18.867,82 a partir de janeiro de 2025.

E chegará a R$ 20.864,78 em junho do mesmo ano.

A medida valerá também apenas para os eleitos em outubro do próximo ano.

 

Leia também – Câmara aprova, em primeira discussão, aumento do subsídio para futuro (a) prefeito (a)

Confira as notícias do Boqnews no Google News e fique bem informado.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.