Santos terá mais uma escola municipal em período integral | Boqnews
Foto: Douglas Fernandes/PMS

Cidades

16 DE DEZEMBRO DE 2022

Santos terá mais uma escola municipal em período integral

Prefeitura assinou compra do espaço da UME Edméa Ladevig e o antigo Colégio Marza

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Santos deu um passo decisivo para a implantação de mais uma unidade de ensino municipal em período integral.

Dessa forma, a Prefeitura assinou, na última quarta-feira (14), a compra do espaço onde funciona a Unidade Municipal de Educação (UME) Edméa Ladevig e o antigo Colégio Marza, no Gonzaga.

Sendo assim, atualmente, a UME Edméa Ladevig atende os 439 alunos em uma área usada pela mantenedora do Marza, na Rua Bahia, 49, no Gonzaga.

Contudo, toda a área, com a integração da área do Colégio Marza (Avenida Ana Costa, 392), será transformada em um novo complexo educacional para que os estudantes recebam aulas e desenvolvam atividades educacionais em tempo integral.

Metas

Além disso, o prefeito Rogério Santos ressaltou a meta do Governo Municipal em aumentar o número de alunos em tempo integral.

“Já temos mais de 50% de crianças nesse sistema, mas meu objetivo é chegar a mais de 75%. Nossos números são bons, acima dos índices federais, mas queremos avançar ainda mais, pois a Educação é fundamental”.

Portanto, a secretária municipal de Educação, Cristina Barletta, comemora o fato de a UME Edméa Ladevig vir a ser a segunda escola do Ensino Fundamental II (do 6º ao 9º ano)  com ensino em tempo integral. Atualmente, só a UME Avelino da Paz Vieira, entre as do Ensino Fundamental II, é de tempo integral.

“A assinatura da compra do Marza é um ganho para a Cidade. A bandeira deste governo é tornar as escolas em período integral. Para avançar nessa política, precisamos de espaços adequados para atividades que complementam a jornada”.

Desse modo, a Prefeitura divulgará em breve mais detalhes da transformação do espaço no novo complexo educacional no Gonzaga.

Ademais, o Colégio Marza foi fundado no começo da década de 70 e estava fechado há cerca de dez anos.

A transformação do espaço  precisa passar por uma ampla reestruturação, cujo projeto deve envolver diversas secretarias municipais.

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.