Trotes ao Samu diminuem, mas ainda são 20% do total de chamados | Boqnews
Foto: Divulgação Trotes

Ligações

14 DE JANEIRO DE 2019

Trotes ao Samu diminuem, mas ainda são 20% do total de chamados

Entre o período de 2017 e 2018, houve uma redução de 35% de chamadas falsas

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Dos cerca de 4 mil chamados telefônicos recebidos mensalmente pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Santos, uma média de 800 (20%) são trotes – alguns identificados ainda na central telefônica, outros, infelizmente, classificados como falsa ocorrência após a equipe de socorristas chegar ao local e não encontrar a situação descrita por telefone.

A Central é regional e recebe chamados de Santos, Bertioga e Guarujá.

A quantidade de trotes, entretanto, já foi maior.

Entre 2017 e 2018, foi observada uma redução de 35% dos falsos chamados – fruto de uma maior conscientização da população por intermédio de um projeto do próprio serviço, o Amigos do Samu, em parceria com o Rotary Santos Oeste.

“Vamos às comunidades, escolas e temos parceria com o Camps (Centro de Aprendizagem e Mobilização Profissional e Social). Além de treinamentos de primeiros socorros (engasgos, crises convulsivas, como conter pequenos sangramentos), o projeto também orienta em relação ao acionamento do Samu visando a prevenção do trote. Só do Camps, capacitamos mais de 3 mil jovens, que se tornam multiplicadores”, destaca Luiz Carlos dos Santos, enfermeiro intensivista responsável pelas capacitações oferecidas pelo Samu.

O Amigos do Samu está à disposição de empresas e escolas que queiram capacitar os seus funcionários e alunos para lidarem com situações de urgência e emergência e se tornarem multiplicadores das informações transmitidas.

“No caso de uma vítima com parada cardíaca, por exemplo, a ideia é que a pessoa que esteja ao lado dela já inicie a ressuscitação cardiopulmonar, por meio das massagens cardíacas, para oxigenar o cérebro até a equipe do Samu chegar”, destaca Luiz Carlos.

Portanto, o interessado deve fazer a solicitação pela Coordenadoria de Formação e Educação Continuada (Coform), da Secretaria de Saúde, pelo e-mail [email protected].

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.