Arte de Conviver
Laercio Garrido

Professor universitário e escritor.

A fórmula do sucesso

26 de abril de 2012 - 20:36

Compartilhe

Como definir o sucesso? O que é o fracasso? Pode não parecer, mas eles andam sempre juntos, pois senão como alguém conseguiria identificar uma situação de fracasso sem conhecer a real dimensão de sucesso, e vice versa?


O fracasso e o sucesso são do tamanho das expectativas do ser humano. Sonhos impossíveis geram o fracasso e objetivos realistas podem conduzir ao sucesso. Muitos passam a vida inteira se lamentando por não terem atingido o sucesso, sem saber que o problema real foi o não reconhecimento do êxito quando ele surgiu.


O que significa ter sucesso? Riqueza? Posição social? Sabedoria? Gostar de si mesmo? Ter poder? Ser famoso? Ser um grande empresário? Fazer o que gosta?


Cada pessoa, em função de seus valores, crenças e competências precisa identificar os próprios conceitos de sucesso e fracasso. O que existe de comum entre a maioria das pessoas de sucesso é o fato de terem fracassado diversas vezes. O indivíduo, após um fracasso, tem de encarar seus erros, levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima, partindo para novas alternativas. Quantas pessoas desistiram de lutar quando estavam muito próximas da vitória…


Alguns têm medo do sucesso pelas mais diversas razões. Ficam ansiosos e sentem-se culpados por não merecerem tal sorte, entram numa fase de melancolia e tédio por não terem mais nada pelo que se esforçar, preocupam-se com a inveja e ciúmes dos outros, tornam-se inseguros sobre a sinceridade e desinteresse nos relacionamentos ou sentem-se incapazes de encarar positivamente as mudanças.


Um dos problemas mais comuns que dificultam o êxito é a preocupação excessiva com o fracasso. O simples medo de errar pode provocar um bloqueio emocional que dificulta qualquer tentativa mais ousada.


A sorte pode influenciar o sucesso, ou este depende somente do esforço e da competência? È um tema controverso. Alguns autores não acreditam na aleatoriedade da sorte e afirmam que cada um faz a própria sorte. Outros comentam que existem situações onde a sorte bate à porta da pessoa sem ter sido chamada. O indivíduo escolhe, sem nenhuma razão específica, por um evento entre vários disponíveis no mesmo dia e casualmente conhece um executivo que lhe oferece o emprego dos sonhos.


As pessoas costumam dizer que “a sorte é o encontro da competência com a oportunidade”. O problema é que a competência depende exclusivamente do indivíduo, mas a oportunidade pode aparecer e desaparecer independente de sua vontade e percepção. Muitas competências são apontadas como fatores de sucesso, mas algumas delas se destacam pela unanimidade entre os especialistas.


A humildade positiva para aprender como ficar cara a cara com os fracassos e superá-los. A perseverança para nunca desistir de perseguir seus objetivos e sonhos. A capacidade de aprender de fracasso em fracasso, tornando-se mais capacitado no rumo do sucesso. A paixão pelo que faz, capaz de provocar mudanças de comportamento que impulsionam a pessoa para o êxito.


Cada um deve equacionar sua formula de sucesso, perseguindo objetivos e sonhos em consonância com os próprios valores, tropeçando em eventuais fracassos, mas jamais se desviando da jornada pré-estabelecida.