Foto: Divulgação

Esportes

05 DE JANEIRO DE 2020

Em busca do sonho dourado, Ana Marcela Cunha se prepara para as Olimpíadas

A medalha de ouro nos Jogos Olímpicos é a única conquista que Ana Marcela ainda não tem na prateleira

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

2020 é ano de Olimpíadas em Tóquio. O Brasil tem possibilidade de medalhas em vários esportes como: vôlei, judô, surf, ginástica artística, entre outras modalidades.

Na natação, a esperança do ouro está em Ana Marcela Cunha. A atleta que nasceu na Bahia, veio para a cidade de Santos, treinar na Unisanta ainda na adolescência.

A conquista do tetra campeonato mundial e o ouro nos Jogos Panamericanos, disputado em Lima no ano passado credenciaram a nadadora como uma das grandes favoritas ao pódio no Japão.

Apesar, de ser um dos maiores nomes da história da modalidade, com o recorde de vitórias no Circuito Mundial.  Ana Marcela ainda não conquistou nenhuma medalha olímpica.

Em 2008, com apenas 16 anos ela chegou ao 5° lugar nos Jogos de Pequim na China.

Após ter ficado de fora das Olímpiadas em Londres, a nadadora cresceu profissionalmente e virou uma das grandes apostas do Brasil para o título olímpico no Rio de Janeiro.

No entanto, um problema físico e a desidratação durante a prova deixaram a brasileira na 10° posição.

 

Rumo a Tóquio

 

Com vaga assegurada para a competição no Japão e no ápice da carreira. A nadadora quer espantar o fantasma dos jogos anteriores.

Para isso, e equipe de treinamento da Ana Marcela em parceria com o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) preparou uma programação especial para a atleta até as Olimpíadas.

Dentre as restrições, está o atendimento a imprensa.

Ana Marcela concedeu sua última entrevista antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio para a equipe de reportagem do Boqnews.

Segundo, a brasileira; as dez nadadoras classificadas para as Olimpíadas até agora vão brigar pelo pódio.

Perguntada sobre o legado que leva ao esporte brasileiro, Ana Marcela ressaltou o profissionalismo “Nunca imaginei chegar, onde eu cheguei, em qualquer prova eu busco sempre a vitória e alcançar o topo no pódio com a bandeira do Brasil é algo inesquecível”.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começam no dia 24 de julho e terminam no dia 9 de agosto.

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.