Entre paulistas, apenas o São Paulo comemora | Boqnews

Esportes

10 DE NOVEMBRO DE 2008

Entre paulistas, apenas o São Paulo comemora

Dos quatro times paulistas que disputam o Campeonato Brasileiro, apenas um teve motivos para sorrir. Trata-se do líder São Paulo, que, nesta 34ª rodada, venceu mais uma vez fora de casa e, graças a surpreendente derrota do Palmeiras para o Grêmio, ficou mais um ponto a frente do vice-líder da competição — novamente, o Tricolor […]

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Dos quatro times paulistas que disputam o Campeonato Brasileiro, apenas um teve motivos para sorrir. Trata-se do líder São Paulo, que, nesta 34ª rodada, venceu mais uma vez fora de casa e, graças a surpreendente derrota do Palmeiras para o Grêmio, ficou mais um ponto a frente do vice-líder da competição — novamente, o Tricolor Gaúcho —, a apenas quatro rodadas do término do certame.


Já o Santos decepcionou, e em uma atuação fraca, foi superado pelo Vasco, em São Januário, e viu a distância para a zona de rebaixamento ficar mais curta.


O time do Morumbi, por duas vezes, esteve na frente do placar contra a Portuguesa, mas, comandado pelo atacante Jonas, os lusitanos alcançaram, por duas vezes, a igualdade. No entanto, no final do jogo, Borges fez o tento da vitória tricolor, e ainda viu Edno acertar a trave, nos acréscimos.


Com o 3 a 2, o São Paulo chegou aos 65 pontos e, segundo o matemático Tristão Garcia, viu suas chances de título chegarem a 59%. A Lusa, por sua vez, voltou a figurar na zona de rebaixamento, com 36 pontos, na 18ª posição e com 62% de chances de cair.


Já o Palmeiras viu seus 42% de favoritismo ao título serem reduzidos a 7% após a inesperada derrota por 1 a 0 para o rival direto Grêmio, que, com o placar, reassumiu a vice-liderança com 63 pontos, enquanto o Verdão caiu para o quarto lugar, ainda com 61 pontos.


O tento gremista saiu dos pés de Tcheco, após cobrança de falta que passou por toda a zaga palmeirense e morreu no gol de Marcos, que não se moveu. O arqueiro verde, aliás, tentou, por quatro vezes, subir à área tricolor para ajudar o ataque. Se a iniciativa levantou a torcida, irritou companheiros e o técnico Vanderlei Luxemburgo.


Mas irritado ficou o torcedor do Santos, que viu a equipe ser derrotada pelo Vasco por 1 a 0, fora de casa. O gol foi marcado por Edmundo, em cobrança de um pênalti discutível feito pelo meio-campista Molina. A marcação revoltou os santistas, que, ao longo da partida, deram trabalho ao goleiro Rafael, mas sem muita efetividade.


O placar manteve o Alvinegro Praiano na 13ª posição com 40 pontos, ainda na zona da Copa Sul-Americana, mas a apenas três pontos da zona de rebaixamento. O time cruzmaltino, por sua vez, chegou a 37 pontos e saiu da área de perigo, ficando na 15ª colocação.


No grande clássico da rodada, o Flamengo, com um gol de pênalti marcado pelo pentacampeão Kleberson, superou o Botafogo no Maracanã por 1 a 0. A vitória reacendeu a esperança rubro-negra de alcançar a Libertadores e ressuscitou o sonho do hexacampeonato  nacional, já que o clube, com 60 pontos está a cinco do São Paulo. A equipe da Estrela Solitária caiu do 6ª para o 8º lugar com 49 pontos, e ficará, no máximo, com vaga na Sul-Americana.


E apesar do torneio continental ser prioridade do Internacional na temporada, já que o time do Sul está nas semifinais e tem chances reais de título, os reservas do Colorado golearam o lanterna Ipatinga por 4 a 0 e alcançaram o 6º lugar com 51 pontos.


Matematicamente, os comandados de Tite ainda podem chegar à Libertadores, mas já optaram em valorizar a Sul-Americana. O time do Vale do Aço, com 31 pontos, está com 98% de chances de ser rebaixado, e um tropeço contra o Sport, na próxima rodada, pode decretar a queda dos mineiros — a segunda no ano, já que foram rebaixados também no Campeonato Estadual.


O Sport, aliás, saiu de uma fila de oito jogos sem vitória, ao bater o Goiás, em casa, por 2 a 1. O resultado manteve os pernambucanos no 11º lugar, agora com 45 pontos e pensando exclusivamente em 2009 e na disputa da Libertadores. O Esmeraldino, por sua vez, caiu para 9º com 48 pontos e, tal como o Botafogo, disputará a Sul-Americana no ano que vem.


Competição que ficou mais próxima de ter também o Atlético-MG, que bateu o Vitória por 1 a 0, fora de casa, e manteve o 12º lugar, agora com 44 pontos. Os baianos estão em 10º, com 45 pontos. O Galo, além disso, livrou-se de qualquer possibilidade de novo rebaixamento para a Série B do futebol brasileiro.


O outro Atlético, o Paranaense, também respira, e, enfim, deixou a zona de risco ao bater o Figueirense, em Santa Catarina, por 2 a 0. A vitória complicou o time de Florianópolis, que foi ao 19º lugar com 35 pontos, enquanto o Furacão avançou ao 14º lugar, com 38 pontos.


A outra equipe do Paraná na competição, o Coritiba, não foi bem em casa e ficou no 0 a 0 com o desesperado Náutico, que voltou a figurar na zona de rebaixamento, com 37 pontos em 17º lugar. O Coxa foi a 50 pontos e manteve o 7º lugar.


Por fim, outro confronto entre desesperados e favoritos ao título. Melhor para o agora terceiro colocado Cruzeiro, que, no Mineirão, superou o Fluminense, que caiu para o 16º lugar com 37 pontos, por 1 a 0.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.