Foto: Ivan Storti/SFC

Esportes

20 DE JULHO DE 2020

Éverson e Sasha entram na justiça contra o Santos FC

Clube entra em crise, dias antes da estreia do Campeonato Paulista, ex lateral Léo comentou a situação no programa Esporte em Destaque na Boqnews TV

Por: João Pedro Bezerra

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

O goleiro Éverson e o atacante Eduardo Sasha entraram na justiça contra o Santos FC, os jogadores pediram a rescisão de contrato na justiça, pois o clube pagou apenas 30% dos salários no período de pandemia.

Nos bastidores, surge a especulação que o técnico do Atlético-MG, Jorge Sampaoli pediu a contratação dos atletas.

A relação dos elenco com o presidente José Carlos Peres vem ficando cada vez mais difícil.

O goleiro Éverson por exemplo está cobrando mais de R$ 7 milhões do clube.

Já Sasha, por meio de sua assessoria divulgou a seguinte nota. “Eu sou pai de família, tenho minhas responsabilidades e obrigações e fomos comunicados que teríamos um desconto de 30% em nossos salários, por conta da pandemia, nós jogadores estávamos dispostos a aceitar, porque sabíamos da situação que o mundo estava vivendo, porém faltando 2 dias para o pagamento fomos comunicados que teria um corte de 70% nos salários, não houve nenhuma explicação. Não há o recolhimento do FGTS faz algum tempo e já tínhamos 3 meses de imagem atrasados, antes mesmo da pandemia, ninguém da diretoria nos dá nenhuma satisfação”, ressaltou o jogador

Assim, outros jogadores podem optar pelo mesmo caminho, entrando na justiça e isso é motivo de preocupação na diretoria.

Nesta segunda-feira, um dos maiores ídolos do clube, o ex-lateral Léo participou do programa Esporte em Destaque na Boqnews TV e ressaltou que a situação no Peixe traz um sentimento de tristeza.

“O fato arranha a imagem do clube, alguma coisa aconteceu, fica nítido que direção e jogadores não falam a mesma língua”, destacou Léo.

Preocupação

O ídolo da torcida santista frisou que os problemas fora de campo podem atrapalhar a equipe, ele citou o caso do Cruzeiro em 2019, quando o clube mineiro caiu para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Além disso, Léo pediu liderança e união dos jogadores no vestiário para enfrentar a maratona de competições, como o Campeonato Paulista, Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores da América.

Confira o programa completo

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.