Esportes

Presidente do Santos corta salário em 70% de jogadores e funcionários

No mês passado, os jogadores aceitaram a redução em 30%, mas não houve acordo

13 de maio de 2020 - 10:39

João Pedro Bezerra

Da Redação

Compartilhe

As polêmicas no Santos Futebol Clube continuam, mesmo com a pandemia do novo coronavírus.

Ontem (12), o presidente José Carlos Peres em decisão com a diretoria reduziu o salário do elenco e funcionários em 70%.

Desde as primeiras semanas de paralisação no futebol, a redução da folha salarial era previsível. A diretoria fez um acordo de 50% no mês passado, mas os jogadores aceitaram 30% e assim não houve acordo.

A medida anunciada pelo presidente por e-mail irritou os atletas, com isso uma nova crise no clube pode surgir principalmente na relação da diretoria e do elenco.

Dessa forma, se o corte for mantido, jogadores poderão entrar com ações na justiça.

Nos dois anos e meio na presidência do clube, José Carlos Peres colecionou polêmicas com vários atletas, como: Bruno Henrique, Gustavo Henrique, Robson Bambu, além do técnico Jorge Sampaoli, cujo um dos motivos da saída foram as brigas e discussões com o presidente.

Vale ressaltar que a maioria dos clubes brasileiros estão no mesmo barco, Vasco, Botafogo e Cruzeiro são alguns do exemplos.

Quem também enfrenta a crise é o Corinthians que vive uma situação financeira dramática, o presidente Andrés Sanchez pediu para que não haja mais jogos do clube aos domingos e no período noturno, após a decisão da justiça que favoreceu os ex-jogadores Paulo André e Maycon,

Além disso, as dívidas no novo estádio estão acumulando.

 

LEIA TAMBÉM: