Teatro Guarany se transforma em espaço para divulgação de filmes e curtas | Boqnews
Foto: Susan Hortas/PMS

Santos - Porto Mundo

19 DE JULHO DE 2022

Teatro Guarany se transforma em espaço para divulgação de filmes e curtas

O Teatro Guarany se transformará no novo espaço para filmes, vários deles feitos em Santos. Cinema é motivo da escolha de Santos como cidade criativa.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Cidade criativa na área do Cinema, Santos contará com ampla programação sobre o tema

A Secretaria de Cultura promove, dentro da 14ª Conferência Anual da Rede de Cidades Criativas da Unesco, os encontros cinematográficos ‘Santos – Porto Mundo’, de quarta-feira (20) a domingo (24), no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico).

O evento dá espaço ao cinema feito fora dos circuitos tradicionais de produção, com debates e oficinas criativas e de diversidade etária.

Aberto ao público e com entrada gratuita, o encontro oferecerá inclusive transporte gratuito para quem está na Capital (SP), saindo diariamente, às 11h, da Estação Imigrantes do metrô, e retorno às 22h30.

Os interessados devem se cadastrar no link https://linktr.ee/missantos.

A programação inclui exibição de filmes, painéis, lançamento do livro ‘Por uma história rebelde do cinema’, de Nicole Brenez, e uma festa com virada de filmes realizada pelo Movimento do Audiovisual da Baixada Santista (Mabs) e homenagem a Toninho Dantas.

Durante a programação ocorrem as projeções de curtas-metragens das Cidades Criativas da Rede Unesco, além dos encontros com Morten Thorning, Laís Bodanzky, Maria Augusta Ramos, Débora Ivanov, Renata Pinheiro, Laura Canepa, Abba Makama, Pichon-Rivière, Cíntia Domit Bittar, Vicente Gosciola.

E ainda: Adirley Queirós, Cavi Borges, Adilson Mendes e dos produtores locais Dino Menezes, Eduardo Ferreira, Cibelle Appes, Eduardo Ricci, Edison Delmiro, Gabriella Drummond, José Roberto Torero, Alyson Montrezol, Ricardo Vasconcellos e Raquel Pellegrini.

Também haverá painel sobre Instituto Querô; apresentações da dupla de piano e violino formado por Anselmo Mancini e Maria Emília Paredes, do multi-instrumentista Zero Beto – O Homem Só-Noro.

E ainda: as exibições dos filmes ‘Sócrates’, de Alexandre Moratto, ‘A Viagem de Pedro’, dirigido por Laís Bodanzky e ‘Entre Raíz e Asas’, de Wlado Herzog e Gabriel Muglia, entre outras atrações.

A produção cinematográfica realizada na Cidade contribuiu para a escolha pela Unesco. Agora, várias produções serão apresentadas no Teatro Guarany. Foto: Divulgação

Programação

Quarta-feira (20)

13h – Exibição de Curtas-Metragens das Cidades Criativas da Rede Unesco
15h – Encontro 1 – Morten Thorning
Fundador e líder, de 1988 a 2019, do The Animation Workshop na Dinamarca e também do movimento AniDox, mesclando animação e documentário
16h30 – Exibição do filme de animação ‘Flee – Nenhum Lugar para Chamar de Lar’ – direção de Jonas Poher Rasmussen/Ano: 2021/País: Dinamarca/Duração: 1h29min
19h – Exibição do filme ‘Sócrates’ – direção: Alexandre Moratto/Produção: Querô Filmes/Ano: 2018/País: Brasil/Duração: 1h10min
20h15 – Encontro 2 – ‘Querô – Transformando Vidas’
Apresentação do trabalho do Instituto Querô, instituição sem fins lucrativos que promove o acesso à arte e à cultura e estimula a transformação humana e cidadã de jovens de baixa renda e moradores de comunidades, por meio da capacitação e produção audiovisual. Presença de Débora Ivanov

Quinta-feira (21)

13h – Exibição de curtas-metragens das Cidades Criativas da Rede Unesco
15h – Encontro 3 – Laís Bodanzky – ‘A Produção do Cinema Brasileiro Hoje’
Laís Bodanzky é diretora, produtora e roteirista brasileira. Mediação: Gabriella Drummond – cineasta e atriz
17h – Exibição do filme ‘A Viagem de Pedro’ – direção: Lais Bodanzky/Ano: 2021/País: Brasil/Duração: 1h36min
19h – Troca de vivências ‘O audiovisual brasileiro hoje: a ficção, o documentário, a regulação do campo’ – com Maria Augusta Ramos, diretora, produtora e roteirista; Laís Bodanzky, diretora, produtora e roteirista; Debora Ivanov, advogada e gestora audiovisual, ex-diretora da Ancine. Mediação: Laura Canepa, jornalista, pesquisadora de cinema e doutora em Multimeios pelo Instituto de Artes da Unicamp. É membro da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual (Socine)

Sexta-feira (22)

11h30 – Sonorização ao vivo em homenagem ao cinema brasileiro – apresentação do pianista Anselmo Mancini e da violinista Maria Emília Paredes
12h – Exibição do Espetáculo nas ‘Trilhas do Cinema’, artista Zero Beto – O Homem Só-Noro
13h – Exibição de curtas-metragens das Cidades Criativas da Rede Unesco
15h – Encontro 4 – ‘A realidade do audiovisual brasileiro é uma ficção científica?’ – com Renata Pinheiro, cineasta, diretora de arte e artista plástica. Mediação: Edison Delmiro, roteirista, professor universitário e doutor em Cinema e Semiótica
16h30 – Sonorização ao vivo em homenagem ao Cinema Brasileiro – apresentação do pianista Anselmo Mancini e da violinista Maria Emília Paredes
17h – Lançamento do livro ‘Por uma história rebelde do cinema’, de Nicole Brenez. Apresentação de Adilson Mendes sobre tema do livro: Cinemas que resistem à padronização industrial e experimentam radicalmente a técnica, a forma, a política, o aparato cinematográfico. [Ed. Desconcertos]
18h – Exibição do filme ‘Mama, Mama, Mama’ – direção de Sol Berruezo Pichon-Riviér/Ano: 2020/Argentina/1h 05min
19h10 – Troca de vivências ‘Modos de produção do audiovisual contemporâneo’ – com Abba Makama, realizador nigeriano, autor de ‘O Okoroshi Perdido’ (2019); Sol Berruezo Pichon-Rivière, realizadora argentina, autora de ‘Mamá, Mamá, Mamá’ (2020); Cintia Domit Bittar, sócia-fundadora na Novelo Filmes, diretora, produtora, roteirista, montadora. Mediação de Vicente Gosciola, pesquisador, autor e professor de Cinema e Novas Mídias e doutor em Comunicação. Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi

Sábado (23)

13h – Exibição de curtas-metragens das Cidades Criativas da Rede Unesco
15h – Encontro 5 – ‘O Cinema da Periferia Detém Hoje os Meios de Produção Audiovisual?’ – com Adirley Queirós, realizador, autor de ‘Mato Seco em Chamas’ (2022). Mediação Alyson Montrezol, diretor, fotógrafo, diretor de fotografia, produtor e professor universitário
16h30 – Exibição do espetáculo ‘Nas Trilhas do Cinema’ – com Zero Beto – O Homem Só-Noro
17h30 – Exibição do filme ‘Carro Rei’ – direção de Renata Pinheiro/2021/Brasil/1h39min
19h15 – Troca de vivências – ‘O audiovisual brasileiro depois do amanhã’ – Adirley Queirós, realizador, autor de ‘Mato Seco em Chamas’ (2022); Alexandre Werá, produtor e cineasta guarani-mbya, autor de ‘Guairakai – o dono da lontra’; Cavi Borges é fundador da Cavideo, locadora que depois se tornou produtora e distribuidora de cinema. Mediação: José Roberto Torero, escritor, cineasta, roteirista e jornalista santista
22h30 – Festa do cinema em homenagem a Toninho Dantas e Virada de Filmes
Mabs – Movimento do Audiovisual da Baixada Santista no Teatro Guarany

 

Domingo (24)

13h – Exibição de curtas-metragens das Cidades Criativas da Rede Unesco
15h – Encontro 6 – Adilson Mendes – ‘Modernismos e cinema. O caso Rémy de Gourmont’ – com Adilson Mendes, historiador e documentarista, diretor de ‘O Futuro na Terra’ (2022). Mediação Eduardo Ricci, cineasta, fotojornalista, produtor cultural e de conteúdo
16h30 – Troca de vivências – ‘Os Desafios de Fazer Cinema na Baixada Santista’, com Dino Menezes, Eduardo Ferreira, Cibele Appes, Ricardo Vasconcellos e Raquel Pellegrini
17h30 – Exibição do filme ‘Entre Raiz e Asas’ Direção: Wlado Herzog e Gabriel Muglia/2021/Brasil/2h10min

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.