nacional

Aluguel na praia nas férias de Janeiro vai custar entre R$106,67 e R$771,43

Vai gastar mais este ano quem for passar as férias de Verão nas praiasde São Paulo. Praticamente todos os tipos…

07 de dezembro de 2009 - 14:19

Da Redação

Compartilhe

Vai gastar mais este ano quem for passar as férias de Verão nas praias
de São Paulo. Praticamente todos os tipos de imóveis em oferta tiveram
os valores diários de locação reajustados em percentuais superiores aos
da inflação esperada para o ano, que deve ser pouco superior a 4%. Até o
mês de outubro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC do IBGE) acumulava alta de 3,48%.

A alta do aluguel foi superior à inflação em 22 de 23 tipos de imóveis
pesquisados pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CRECI-SP) nas 41 imobiliárias de 12 cidades do Litoral. Em
comparação com os valores médios do ano passado, as diárias este ano
subiram até 181,25%, sendo o menor aumento de 0,47%. Entre esses
extremos, registraram-se inúmeros casos de aumentos acima da faixa de
50% (ver tabela abaixo).

Um exemplo são os apartamentos de 3 dormitórios, muito procurados por
famílias com dois ou mais filhos. Nas cidades do Litoral Sul, como Praia
Grande e Peruíbe, o aluguel diário desse tipo de imóvel custava em média
R$233,00 na temporada deste ano (valores de Dezembro de 2008). Este ano, o valor médio está em R$350,00 – 50,21% a mais.

Apenas dois tipos de imóveis tiveram redução do valor médio em relação
ao ano passado, segundo a pesquisa CRECI-SP. Foram os apartamentos de 4 dormitórios localizados em cidades do Litoral Norte (redução de 8,72%) e os de 1 dormitório em cidades do Litoral Sul (queda de 11,11%).

“Mesmo com valores maiores do que o ano passado, há no Litoral opção de
casas e apartamentos para todos os tipos de bolso, como mostra a
pesquisa”, destaca o presidente do CRECI-SP, José Augusto Viana Neto.
“Quem procurar, certamente vai encontrar uma alternativa que se ajuste a
seu orçamento, mas só não pode deixar para fazer isso na última hora”,
aconselha. A expectativa dos corretores é a de que o fim da crise
financeira global, o calor intenso e a renda adicional de final de ano
levarão a um grande aumento da procura por imóveis de praia nas férias
de Verão.

Mais barato

A pesquisa encontrou no Litoral Sul o menor aluguel diário para a
temporada de Janeiro: R$106,67 por um apartamento de um dormitório. O
maior valor também pertence à categoria das casas – no caso, as
residências de 4 dormitórios localizadas nas cidades do Litoral Norte,
como Ubatuba e São Sebastião, que estão sendo ofertadas pelo valor médiodiário de R$771,43. Esta diária é 57,43% maior que a de R$490,00 do ano passado.

Em muitos casos, a diferença de valores encontrada pela pesquisa
CRECI-SP variou conforme a região litorânea. Os imóveis de 2 dormitórios
ilustram bem essas diferenças e semelhanças, como mostra a tabela
abaixo, em que os apartamentos são mais caros no Litoral Central e as
casas, no Litoral Norte:

Apartamentos
Litoral Norte Litoral Central Litoral Sul
R$ 227,50 R$ 337,50 R$ 264,29

Casas
Litoral Norte Litoral Central Litoral Sul
R$ 367,65 R$ 261,25 R$ 202,00

No caso dos apartamentos de 3 dormitórios, a diferença financeira
praticamente não existe, restando ao veranista escolher qual região vai
preferir: as diárias desses imóveis estão cotadas em R$350,00 no Litoral
Sul, em R$325,00 no Litoral Central e em R$342,50 no Litoral Norte. De
forma geral, as casas são mais caras no Litoral Norte e os apartamentos,
no Litoral Central.

No exemplo do aluguel diário mais caro encontrado pela pesquisa
CRECI-SP, a casa de 4 dormitórios no Litoral Norte cotada a R$771,43,
esse mesmo tipo de imóvel sai por R$500,00 no Litoral Central e por
R$450,00 no Litoral Sul.

LEIA TAMBÉM: