Educa Week discute cenário da Educação na atualidade com atividades gratuitas | Boqnews
Imagem de Ismael Rocha, do 7º Educa Week.

Entrevista Ismael Rocha

07 DE OUTUBRO DE 2022

Educa Week discute cenário da Educação na atualidade com atividades gratuitas

7ª Educa Week ocorre de forma híbrida em São Paulo. Maior parte das atividades será gratuita para educadores em geral.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

A partir de segunda (10) até domingo (16), a Educa Week 2022, maior evento de Educação da América Latina, acontece em São Paulo (SP).

Em formato híbrdo,  90% de suas atividades abertas e gratuitas para professores e alunos de escolas públicas.

Além disso, o evento terá jogos e olímpiadas de raciocínio lógico estudantis, congresso de educação, workshops para professores.

Além de prêmios destinados a reconhecer projetos e iniciativas inovadoras, que verdadeiramente causaram impacto positivo em escolas de todo o Brasil.

Durante os sete dias de Educa Week, mais de 200 autoridades educacionais vão discutir em mais de sessenta painéis sobre os principais desafios do setor, enfrentados por escolas públicas e privadas de todo o mundo, propondo caminhos e soluções para melhorar os níveis da educação básica.

Convidados no Educa Week

Entre os confirmados, estão Rona Hu (Universidade de Stanford/consultora da série “13 Reasons Why”), João Alegria (secretário geral da Fundação Roberto Marinho), Hubert Alquéres (secretário de educação de São Paulo).

E ainda: Renato Feder (secretário de educação do Paraná), Mario Ghio (presidente do Somos Educação), Maria Helena Guimarães Castro (presidente da ABAVE – Associação Brasileira de Avaliação Educacional), Bruno Elias (CEO da Eleva Educação).

Também: Mauro Aguiar (presidente do Colégio Bandeirantes), Luis Otavio Targa (coordenador do Colégio Vértice), Raí Mota (secretário de educação de Cruz, Ceará), Katherine Stravogiannis (diretora do segmento infantil nas Escolas Concept) e Ismael Rocha. (diretor acadêmico da Educa Week).

Portanto, após dois anos de forma exclusivamente remota – em razão da pandemia – o evento ocorre em formato híbrido, acontecendo simultaneamente em palcos presenciais e digitais, mas sempre com transmissões em tempo real.

Assim, as atividades vão acontecer na Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2500), em São Paulo (SP).

Por sua vez, o Centro Olímpico do Ibirapuera (Avenida Ibirapuera, 1315) vai sediar a grande novidade da edição deste ano: jogos esportivos e acadêmicos.

Eles contarão com participações de estudantes de escolas de todo o país. Para acompanhar a programação completa do evento, basta acessar www.educaweek.com.br.

Diretor do 7º Educa Week. Ismael Rocha, falou sobre o evento durante o Jornal Enfoque – Manhã de Notícias

Educa Week

“Nossa missão é impactar positivamente alunos, professores e gestores de todo o país, a fim de apontar caminhos e soluções, assim como dar visibilidade às melhores práticas educacionais”, diz Marcos Talarico, CEO da Educa Week.

“A Educa Week tem sido um movimento de transformação real porque seu formato propositivo, com soluções e propostas tangíveis, tem potencial para aprimorar de fato todo o processo de educação no Brasil”, afirma Ismael Rocha, diretor acadêmico do Educa Week.

Ele participou do Jornal Enfoque – Manhã de Notícias desta sexta (7).

Na oportunidade, ele analisou o atual cenário educacional do País, especialmente em decorrência dos impactos da Covid-19 no âmbito escolar.

“Há necessidade de todos os envolvidos promoverem um pacto federativo em favor da Educação”, salientou.

Rocha cita exemplos de países como Polônia e Coréia do Sul que vivenciaram uma verdadeiro revolução na Educação, cujos resultados se destacam.

“A Educação é a única maneira de construir transformação social”, acrescentou.

Para ele, não faltam recursos para a Educação no País, mas gestão deste capital.

“Os recursos existem, mas não chegam na ponta. Há corrupção, mas também um processo burocrático. Temos uma estrutura muito pesada, hierarquizada, que consome boa parte dos recursos destinados à educação”, enfatizou.

“O problema não é a quantidade de verbas, mas a má gestão delas”, enfatiza.

Além disso, ele citou bons exemplos espalhados pelo País que merecem ser analisados e ampliados, destacando modelos que ocorrem em pequenas cidades, onde o Nordeste tem se destacado neste cenário.

Aliás, não é à toa que o evento irá premiar 20 categorias de profissionais da Educação que construíram as melhores práticas educacionais.

Assim, mais detalhes da programação e inscrições pelo site https://educaweek.com.br/

 

Programa completo

Confira o programa completo

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.