Ex-ministro depõe à Polícia Federal após disparo acidental de arma em aeroporto | Boqnews
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Depoimento

26 DE ABRIL DE 2022

Ex-ministro depõe à Polícia Federal após disparo acidental de arma em aeroporto

Incidente ocorreu no Aeroporto Juscelino Kubistchek, em Brasília

Por: Karine Melo
Agência Brasil

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi conduzido à Superintendência da Polícia Federal em Brasília, depois que uma arma de fogo dele disparou acidentalmente, no fim da tarde de ontem (25), no Aeroporto Internacional Juscelino Kubistchek.

Aos policiais federais, Ribeiro explicou que tudo aconteceu enquanto ele separava, dentro da pasta de documentos que levava, a arma do carregador. “Havia outros objetos dentro da pasta, o local ficou pequeno para manusear a arma”, contou o ex-ministro no depoimento.

Ainda segundo o depoimento, Ribeiro, “com medo de expor sua arma de fogo publicamente no balcão”, tentou retirar a munição dentro da pasta, quando ocorreu o disparo.

Milton Ribeiro esclareceu ainda que a bala atravessou o coldre e sua pasta e os estilhaços se espalharam no pelo chão. Segundo o depoimento, no momento do disparo, havia apenas uma atendente da Latam perto. O ex-ministro acrescentou que, diante do fato, ele mesmo perguntou às pessoas que foram ao local do incidente se alguém havia sido atingido pelos estilhaços, mas que nenhuma vítima apareceu.

Em nota, a Gol afirmou que uma funcionária da empresa foi atingida por estilhaços, mas não houve “ferimento grave”. “Ela está bem e recebendo suporte da Gol”, informou a companhia aérea.

O caso foi conduzido pela Polícia Federal por ter ocorrido um disparo de arma de fogo. A Inframerica, responsável pela administração do Aeroporto de Brasília, não comentou o caso.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.