Vacinação

Cidades da Baixada Santista promovem Dia D contra a febre amarela neste sábado

Objetivo da ação é melhorar a cobertura vacinal população, em razão da situação epidemiológica da doença no país

28 de junho de 2019 - 16:25

Da Redação

Compartilhe

Algumas cidades da região realizarão, neste sábado (29), o Dia D da vacinação contra a febre amarela.

No público alvo, estão as pessoas entre 9 meses e 59 anos de vida, que nunca foram vacinados contra a febre amarela, ou que não possuem registro vacinal da dose.

As contraindicações abrangem crianças menores que 9 meses, gestantes, mulheres que estão amamentando crianças de até 6 meses, alérgicos a ovo, e imunodeprimidos (em tratamento oncológico ou que fazem uso de corticoides).

Portanto, quem se encaixa em alguma dessas categorias não deve receber a dose.

Além disso, idosos com mais de 60 anos precisam levar em conta a propensão à doença e eventos adversos, avaliando o risco-benefício da imunização.

Em locais como Guarujá, será necessária autorização médica para tomar a vacina.

Para tomar a vacina, os munícipes devem apresentar documento com foto, além da carteirinha da vacinação.

Em Itanhaém, além da dose contra a febre amarela, o Dia D também é para a vacina contra a gripe. O objetivo é alcançar gestantes e crianças que não foram imunizadas.

Abaixo, confira os locais da ação.

Santos 

A dose estará disponível em quatro policlínicas da Cidade, das 9h às 16h, somente para quem nunca tomou a vacina.

  • Aparecida – Av. Pedro Lessa, 1.728
  • Bom Retiro – Rua João Fraccaroli s/n°
  • Vila Mathias – Rua Xavier Pinheiro, 284
  • Nova Cintra – Rua José Ozéas Barbosa s/n°

São Vicente

A imunização deste sábado acontece das 9h às 16h, em dois postos volantes – no Paço Municipal (Rua Frei Gaspar, 384 – Centro) e na Subprefeitura (Av. Ulisses Guimarães, 211 – Jardim Rio Branco).

Além disso, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Estratégias de Saúde da Família (ESF) – listadas abaixo – funcionam de segunda a sexta, das 9h às 15h30 para vacinação.

UBSs

  • UBS Catiapoã- Avenida Pérsio de Queiroz Filho, 733
  • UBS Central – Avenida Antônio Emmerich, 509 – Vila Melo
  • UBS Jardim Guassu – Rua Lagarto, 101
  • UBS/ESF JIP – Rua Roberto Koch, 584 – Jóquei Clube
  • UBS Náutica III – Rua Nicolau Patrício Moreira, 225 – Cidade Náutica
  • UBS/ESF Parque Bitaru – Praça Infante Dom Henrique, s/n
  • UBS/ESF Parque das Bandeiras – Praça Dario Aredes Lacerda, 70
  • UBS Parque São Vicente – Praça Dom Pedro I, s/n
  • UBS/EACS Pompeba- Rua Antonio da Costa, s/n
  • UBS/ESF Ponte Nova e Quarentenário – Rua Salvador, 40 – Vila Ponte Nova
  • UBS/ ESF Praça Vitória – Praça Vitória, s/n – Vila Voturuá
  • UBS /ESF Samaritá- Rua Sergipe, 70
  • UBS/ ESF Sambaiatuba- Praça Dom Bosco, s/n – Jóquei Clube
  • UBS/ EACS Tancredo Neves – R. Luiz Meirelles Araújo, s/n – Cidade Náutica
  • UBS Vila Margarida / ESF Saquaré – Rua Polydorio de Oliveira Bittencourt, 299 – Vila Margarida

ESFs

  • ESF Humaitá I e II – Rua Alfredo das Neves, s/n
  • ESF Japuí- Avenida Tupiniquins, s/n
  • ESF Jardim Rio Branco I – Rua Antônio RiscallaHusne, 1760
  • ESF Jardim Rio Branco II e III – Rua Eduardo Cação, s/n
  • ESF Gleba II – Avenida Dr. Celso Santos, 510
  • ESF Rio Negro – Rua E, 110
  • ESF Vila Ema – Rua Eliseu Almeida Melo, 10
  • ESF Parque Continental – Avenida Central, 940

Guarujá

Três Unidades de Saúde da Família atenderão a população neste sábado, das 9h às 15h:

  • USF Vila Áurea – Rua Francisco de Castro, s/nº
  • USF Jardim dos Pássaros – Rua Rouxinol, 25
  • USF Perequê – Rua Rio Branco, 235

Para receber a imunização durante a semana, basta ir a qualquer UBS ou USF da Cidade, das 9h às 15h.

Praia Grande

Dois postos de vacinação estarão disponíveis, das 9h às 16h.

Um será no USF Boqueirão, na Avenida Presidente Kennedy, número 918, no Boqueirão.

O outro ponto será na Secretaria de Saúde pública, na Avenida Presidente Kennedy, número 8.850, no bairro Mirim.

 

Itanhaém

Os interessados em receber as doses, ou ainda atualizar a carteira de vacinação, devem comparecer a uma das quatro USFs listadas abaixo.

O horário de atendimento é das 8h às 16h.

  • Belas Artes – Rua Henrique Júlio de Lima, 112
  • Gaivota – Avenida Flácides Ferreira, 500
  • Savoy – Rua Jaime Lino dos Santos, 290
  • Suarão – Rua Padre Teodoro Ratisbone, 650

Além disso, para ampliar a divulgação da campanha, dois postos volantes circularão pela Cidade nos supermercados e feiras livres.

Cubatão

No Centro, a vacinação será feita no Parque Anilinas (Av. Nove de Abril, s/nº), das 9h às 16h.

Já no Jardim Casqueiro, a vacina será dada junto ao supermercado Krill (Av. Joaquim Jorge Peralta, 166) das 9h às 13 h.

É importante levar a carteira de vacinação.

Além disso, a vacina pode ser tomada diariamente nas UBSs e Unidade de Saúde da Família (USFs) da Cidade, de segunda a sexta.

Das das 9h às 12h na UBS Área 5 (Rua Manoel Leal s/nº, Jardim Costa e Silva).

E, ainda, na UBS Vila Nova: Rua São João, 185.

Das 9 às 16 horas

  • USF Cota 200: Via Anchieta, Km 50
  • USF Cota 95: Rua Marginal do Oleoduto s/nº
  • USF Ilha Caraguatá: Rua Fued Farah s/nº
  • USF Jardim Nova República (Bolsão 8): Av. Dep. Esmeraldo Tarquínio s/nº
  • USF Mário Covas: Rua das Primaveras s/nº, Vila Natal
  • USF Morro do Índio: Avenida Principal nº 4.003
  • USF Pilões: Caminho dos Pilões nº 974
  • USF Vila dos Pescadores: Rua Santa Júlia s/nº
  • USF Vale Verde: Rua Vereador Paulo Enos s/nº
  • UBS Vila São José: Avenida dos Bandeirantes s/nº
  • UBS Jardim 31 de Março: Rua Antonio Simões s/nº
  • UBS Jardim Casqueiro: Rua Espanha s/nº

Bertioga

Em Bertioga, no cruzamento entre as avenidas Anchieta e 19 de Maio – Centro, na altura do Supermercado Krill – haverá um posto volante.

O horário de atendimento será das 9 às 15 horas.

A Prefeitura ressalta que não há casos confirmados ou suspeitos de febre amarela. No entanto, alerta para a campanha do Ministério da Saúde.

De segunda a sexta, é possível receber as doses nos seguintes locais:

  • USF Boraceia – Rua Mário Schemberg, s/nº, Boracéia – Segunda a sexta-feira, das 9 às 15 horas
  • UBS Indaiá – Rua São Francisco do Sul, s/nº, Indaiá – Quinta-feira, das 9 às 15 horas
  • UBS Mirosam – Rua São Gonzalo, s/nº (Vila do Bem), Bairro Chácaras – Terça-feira, das 9 às 16 horas
  • UBS Central – Rua Alberto Augusto de Andrade (antiga Rua 14), s/nº, Maitinga – Quarta-feira, das 9 às 15 horas
  • UBS Vicente Carvalho II – Rua Epiphânio Baptista, 637, Jardim Vicente de Carvalho – Segunda a sexta-feira, das 9 às 15 horas

Peruíbe

A Prefeitura divulgou que não haverá imunização em locais fixos.

Entretanto, dois pontos estratégicos e afastados terão postos volantes.

Será na área rural de Peruíbe, no bairro Bananal, e também na Barra do Una, na região da Juréia.

Mongaguá

O município já imunizou mais de 90% da meta estabelecida (43.229 doses de 47.915).

Dessa forma, até o momento desta publicação, a Prefeitura optou por não participar do Dia D.

Registro

Na região do Vale do Ribeira, a cidade de Registro também fará o Dia D.

O município teve três casos de febre amarela confirmados durante a campanha.

A Prefeitura afirma que a indicação é para toda a população. Especialmente os residentes ou trabalhadores de áreas de mata, áreas rurais condomínios e, também, regiões periféricas.

A imunização será feita na UBS Central (Av. Clara Gianotti de Souza, 345 – Centro), das 8h às 17h.

A doença

A febre amarela é uma doença infecciosa, causada por um vírus, transmitido pela picada de mosquitos transmissores infectados.

No entanto, não há transmissão direta entre seres humanos.

Dessa forma, a vacina é a principal ferramenta para prevenir e controlar a doença.

Os sintomas básicos são febre, dor de cabeça, náusea, vômitos e dores musculares.

O tratamento é sintomático, e o paciente deve permanecer em repouso, com reposição de líquidos e de perdas sanguíneas quando necessário.

Em casos com complicações, o paciente deve ser transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A febre amarela possui gravidade clínica, bem como elevado potencial de disseminação em áreas infestadas pelo Aedes aegypti.

Na presença de fatores de risco, o paciente pode ir a óbito.

LEIA TAMBÉM: