Escola do Legislativo discute rumos da Luta Antimanicomial | Boqnews

Reforma Psiquiátrica

02 DE MAIO DE 2022

Escola do Legislativo discute rumos da Luta Antimanicomial

Durante a formação, os participantes conhecerão o processo de estudo que deu origem à luta antimanicomial, ainda na década de 60, na Itália

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

A Escola do Legislativo e da Cidadania da Câmara de Santos promove nesta terça-feira (3), às 15 horas, a formação em Luta Antimanicomial, voltada a qualificar os conhecimentos da população e de gestores públicos sobre a Reforma Psiquiátrica Brasileira, a contribuição de Santos neste processo e os desafios do setor.

A aula será on-line e prevê certificação aos inscritos.

A formação acontecerá no Dia Municipal da Luta Antimanicomial.

A data é comemorada em razão da intervenção municipal, em 1989, na Casa de Saúde Anchieta, chamada de Casa dos Horrores, por ser uma unidade psiquiátrica conhecida pelos maus tratos aos pacientes, como choques elétricos e medicação excessiva.

A ação é tratada como um dos primeiros marcos da Reforma Psiquiátrica Brasileira, pela criação de uma rede de serviços substitutivos ao manicômio.

Durante a formação, os participantes conhecerão o processo de estudo que deu origem à luta antimanicomial, ainda na década de 60, na Itália.

Até o surgimento dessas ideias no Brasil, já nos anos 70, e, posteriormente, no final da década de 80, quando emergiram grupos favoráveis a políticas contra a existência de manicômios no Brasil.

Também serão abordados a estruturação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), e, mais recentemente, as tentativas de desestruturação da Política Nacional de Saúde Mental, com os planos de reinserção da institucionalização dos pacientes.

Participantes

Inicialmente, as informações da origem do processo histórico serão apresentadas por Rodrigo Lima e Juliana Laffront, do grupo Politize.

Na sequência, a Luta Antimanicomial e a Reforma Psiquiátrica no Brasil, assim como a contribuição de Santos neste processo, serão ministradas pelas servidoras Cely de Oliveira e Maria de Fátima.

Por fim, o psicólogo Paulo Guilherme Muniz detalhará os riscos e desafios por que passa a Política Nacional de Saúde Mental, com mudanças na forma de financiamento e alterações de protocolos consagrados.

Dessa forma, os interessados deverão se inscrever no portal www.camarasantos.sp.gov.br/escola ou enviar e-mail com seus dados pessoais (nome completo, data de nascimento, RG e CPF) para [email protected].

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.