Governo de SP amplia Campanha de Multivacinação até 30 de novembro | Boqnews
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Saúde

04 DE NOVEMBRO DE 2022

Governo de SP amplia Campanha de Multivacinação até 30 de novembro

Pais têm nova chance de atualizar a caderneta de vacinação de crianças e adolescentes; 34% deste público compareceram aos postos

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Devido à baixa procura, o Governo de SP amplia a Campanha de Multivacinação e até o final de novembro. Quando crianças e adolescentes com menos de 15 anos podem atualizar a caderneta de vacinação. Contudo, apenas 34% do público-alvo, entre crianças e adolescentes de até 15 anos de idade, procuraram os postos para se vacinar.

“É imprescindível que pais e responsáveis levem seus filhos aos postos para tomarem os imunizantes e, deste modo, garantirem a saúde e segurança de suas famílias e da sociedade. As baixas procuras estão ameaçando o retorno de doenças já erradicadas, é preciso aproveitar a oportunidade para prevenir e salvar”, destaca Tatiana Lang, do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde.

Vacinação

Portanto, na campanha de multivacinação estão disponíveis as vacinas BCG, contra a tuberculose, imunizantes contra as hepatites A e B, poliomielite e rotavírus, a pentavalente.

Além disso, contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e doenças invasivas causadas pelo hemófilo b.

Contando também doses contra caxumba, febre amarela, sarampo, caxumba, rubéola, varicela e HPV.

Sendo assim, na população de 5 a 14 anos, compareceram nos postos de vacinação 945,9 mil pessoas da faixa etária, o que representa 15,1% do público-alvo. Destes, 61% foram encaminhados para receber alguma vacina do calendário.

A melhor cobertura ocorreu entre as crianças com menos de um ano, que atingiu 128,4% de comparecimento, o que representa 709,4 mil pessoas. Destas, 80,3% receberam algum tipo de imunizante para atualizar a caderneta de vacinação.

SP conta com 9,1 milhão de crianças e adolescentes nesta faixa etária e os responsáveis devem levá-los aos postos de vacinação com a caderneta.

Dessa forma, os profissionais da Saúde confiram se a imunização está em dia. Os municípios definiram as estratégias de imunização.

No entanto, as vacinas estão permanentemente disponíveis nos postos conforme Calendário Nacional de Vacinação, definido pelo Ministério da Saúde.

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.