Saúde

Hospital de Santos começa a fazer cirurgias endovasculares pelo SUS

Os quatro primeiros procedimentos estão programados para este sábado (14)

13 de dezembro de 2019 - 17:05

Da Redação

Compartilhe

Um dos principais gargalos da saúde pública da região começa a ser solucionado a partir deste mês.

O Complexo Hospitalar dos Estivadores, equipamento da Prefeitura de Santos, passará a realizar cirurgias endovasculares para os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os quatro primeiros procedimentos estão programados para este sábado (14).

Por mês, serão oito revascularizações de membros inferiores (pé e pernas), em casos de pacientes com pé diabético e doenças vasculares.

Sendo quatro delas para pacientes de Santos.

Outras quatro, no entanto, para pacientes das outras cidades da Baixada Santista encaminhados via sistema CROSS (estadual).

Os moradores de Santos serão triados pela equipe multiprofissional e cirurgião vascular que atuam na Central de Curativos do Complexo Hospitalar da Zona Noroeste.

As revascularizações são procedimentos de alta complexidade e anteriormente eram feitas no Hospital Santo Amaro, do Guarujá.

O Hospital oferecia duas vagas/mês para as nove cidades da Baixada.

Neste caso, quatro vezes menos do que o previsto no Estivadores.

Há dois anos, o hospital pediu o descredenciamento do Ministério da Saúde devido à baixa remuneração.

O Santo Amaro recebia do SUS R$ 116 mil/ano (R$ 9.739,00/mês) para a realização das cirurgias.

O valor será solicitado pela Prefeitura de Santos para ajudar no custeio dos procedimentos no Estivadores.

Os quais estão orçados em mais de R$ 200 mil/mês.

 

Hospital

O Complexo Hospitalar dos Estivadores é mantido sob gestão compartilhada entre a Prefeitura de Santos e a organização social Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

O hospital conta atualmente com 151 leitos, sendo 75 de clínica médica.

E também 17 UTI adulta, 13 cirúrgicos, 36 de maternidade e 10 de UTI neonatal.

Além de cinco salas de parto, pré-parto e pós-parto, dois centros cirúrgicos e duas salas cirúrgicas obstétricas).

LEIA TAMBÉM: