Médica destaca benefícios proporcionados pelo orgasmo feminino | Boqnews
Foto: Divulgação

Saúde Sexual

01 DE SETEMBRO DE 2022

Médica destaca benefícios proporcionados pelo orgasmo feminino

Hábito saudável pode ser definido como uma sensação de intenso prazer, resultando em reações fisiológicas e sensação de bem-estar e felicidade

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

O orgasmo feminino é o momento de clímax do prazer sexual. Ele pode ser definido como uma sensação de intenso prazer, resultando em reações fisiológicas e sensação de bem-estar e felicidade. Pode vir acompanhado de alguns sintomas, como alteração do estado de consciência, contrações musculares rítmicas, seguidas de relaxamento e sentimentos positivo.

A médica Nelly Kim Kobayashi, ginecologista especializada em sexualidade, destaca que existem várias formas de se atingir o orgasmo: por meio da penetração na relação sexual, com a masturbação ao se estimular o clitóris e uso de vibradores, estimulação do mamilo, entre outros.

Segundo ela, existem também relatos de orgasmos espontâneos em mulheres, ou seja, sem estimulação de nenhum órgão sexual, apenas com a fantasia ou o estímulo visual.

Salienta que somente um terço das mulheres afirma que chega ao orgasmo através da penetração. As demais relatam ter tido orgasmo apenas através de estímulo do clitóris e não há problema algum nisso.

O orgasmo vaginal, explica a médica, não se diferencia muito do clitoriano em relação à intensidade do prazer, o que acontece é que a origem está em lugares diferentes, já que fibras nervosas responsáveis pelo orgasmo, que têm origem no clitóris, passam pela entrada da vagina, próximo à uretra (que é aquele orifício por onde sai a urina).

“Essa região é conhecida como ponto G e é importante salientar que não esse ponto não é um órgão ou estrutura que se pode sentir, é apenas uma região com maior sensibilidade para o prazer”, esclarece.

Segundo ela, é mais difícil obter o orgasmo sem estimular o clitóris e somente com a penetração, pois o pênis estimula mais o fundo da vagina e as fibras nervosas mais sensíveis ficam na sua entrada.

“Quando a mulher tem desejo e se sente excitada, em condições normais muitas glândulas presentes na vagina começam a liberar secreção para lubrificar a vagina e facilitar a penetração, é uma forma de evitar dor e lesão por atrito”, afirma.

Ela dá algumas dicas de como ter um orgasmo com maior facilidade:

  1. Inicialmente, se você acha que está com problema associado ao orgasmo é sempre importante passar por uma avaliação médica para ter certeza de que não há nada de errado com sua saúde que possa estar impedindo ou dificultando seu orgasmo.
  2. O ponto mais importante é a masturbação. Muitas mulheres, principalmente por questões culturais, ainda se sentem inseguras com essa prática. Mas não há nada de errado com a masturbação e ela é o ponto chave para atingir o orgasmo
  3. Trabalhar aspectos psicológicos, como problemas de autoestima e amor-próprio, é fundamental, além de tratar traumas passados.
  4. Meditação sempre traz benefícios para todos os aspectos da função sexual porque ela ajuda a não perder a concentração e a focar no prazer.
  5. Existem medicações que podem contribuir para a melhora do orgasmo, sempre prescritas por um médico.
  6. Caso o seu parceiro tenha alguma dificuldade sexual, como dificuldade de ereção ou não conseguir segurar a ejaculação, ele deve procurar um urologista.

Para saber mais detalhes sobre o assunto, assista ao vídeo no canal Dr. Ajuda.

Com informações da Agência Brasil 61

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.