Foto: Divulgação

Saúde

04 DE JULHO DE 2019

Projeto prevê vacinação domiciliar a grupos específicos

Proposta visa melhor atendimento a pessoas idosas, com deficiência motora e com mobilidade reduzida

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Um projeto de vacinação domiciliar está em tramitação na Câmara de Santos.

Ele prevê o atendimento em casa a idosos (60 anos ou mais), pessoas com deficiência motora, ou incapacidade de mobilidade.

Proposta pelo vereador Antonio Carlos Banha Joaquim (MDB), a medida objetiva que munícipes que se enquadrem nessas condições poderão ser vacinados em sua própria residência.

Ação será feita por intermédio da Secretaria de Saúde, que implementará a infraestrutura para os procedimentos.

O ato de vacinar é a forma mais fácil de proteger o organismo contra doenças infecciosas que podem evoluir a uma moléstia grave. Dessa forma, colocando em risco a vida dos pacientes.

“Mas, pessoas idosas, com deficiência física ou de mobilidade reduzida, muitas vezes, ficam impossibilitados de se deslocarem de suas moradias até as unidades de saúde ou de postos hospitalares para se vacinarem. Por isso, o projeto é importante, pois visa um alcance social, beneficiando esse grupo de pessoas, que podem receber as vacinas em suas próprias residências, sem desgaste físico e sem ônus financeiro”, destaca o vereador.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.