Saúde

Santos capacitará pessoal da saúde para atender suspeitas de coronavírus

Pacientes com sintomas devem procurar assistência médica o mais rápido possível

08 de fevereiro de 2020 - 13:00

Da Redação

Compartilhe

Um total de 500 profissionais de saúde está sendo convocado pela Prefeitura de Santos para capacitação sobre o atendimento de casos suspeitos do coronavírus, encaminhamento e monitoramento de pacientes. A atividade será realizada na terça-feira (11), no centro universitário São Judas – campus Unimonte, para médicos, enfermeiros e chefes das unidades de saúde da rede municipal. Os participantes serão divididos em duas turmas, a partir das 9h e outra às 14h.

O treinamento contará com gestores e técnicos do Departamento de Vigilância em Saúde (Devig) e palestra do infectologista Marcos Caseiro. Serão discutidos o fluxo da notificação imediata dos casos suspeitos pelos serviços e profissionais de saúde, locais de isolamento nas unidades, logística de transporte do material coletado e do transporte dos insumos e material de laboratório para o Instituto Adolfo Lutz, laboratório estadual de referência para o diagnóstico da doença.

“Será uma grande capacitação com os profissionais da Secretaria de Saúde de Santos. Vamos dialogar para o alinhamento de fluxo, uso de equipamentos de proteção individual e insumos que poderão ser usados caso tenhamos casos suspeitos”; ressalta o secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz.

Na segunda (10), às 13h, também está prevista capacitação dos técnicos da Vigilância em Saúde da Baixada Santista, na sede regional do Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE), órgão estadual, para tratar sobre os protocolos de atendimento.

 

Plano de Contingência

Representantes do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) apresentaram alguns pontos do perfil de vigilância de estados e municípios e informaram que estão elaborando os planos de contingência em conjunto e alinhados aos protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde. Não há casos confirmados da doença no Brasil, que registra nove casos suspeitos em investigação. Sendo três no estado de São Paulo, nenhum deles na região da Baixada Santista.

Saiba Mais

CASOS SUSPEITOS

Pessoas que viajaram para a China recentemente ou tiveram contato com chineses ou pessoas que viajaram ao país, e que estejam com os sintomas de falta de ar, dor no peito, febre alta, tosse e dificuldade de respirar

COMO EVITAR?

  • Lavar as mãos
  • Cozinhar bem os alimentos
  • Cobrir a boca e o nariz ao tossir e espirrar
  • Evitar viagens para os locais e países com transmissão
  • Uso de máscaras ao sinal de qualquer sintoma parecido ou ao entrar em contato com pessoas com sintomas

ONDE IR

Ao sinal de qualquer sintoma, procure assistência médica o mais rápido possível. Santos conta com três unidades de urgência/emergência (24 horas).

  • UPA Central: Rua Joaquim Távora, 260, Vila Mathias
  • UPA da Zona Noroeste: Av. Jovino de Melo, 927 – Areia Branca
  • Unidade de Pronto Atendimento Provisória da Zona Leste: Av. Afonso Pena, 386, Macuco

LEIA TAMBÉM: