cidades

Castração animal começa na próxima terça (3)

A partir da próxima terça-feira (3), depois das 9 horas, a Secretaria de Saúde Pública (Sesap) de Praia Grande adota…

03 de novembro de 2009 - 10:26

Da Redação

Compartilhe

A partir da próxima terça-feira (3), depois das 9 horas, a Secretaria de Saúde Pública (Sesap) de Praia Grande adota um novo modelo de castração de cães e gatos. Agora, vai utilizar as unidades de atenção básica (Usafas e Multiclínicas) como referência. E a cirurgia vai priorizar animais mais propensos a doenças, como os de rua e os semi-domiciliados (que têm livre acesso à rua, como casas sem portão).


A primeira a funcionar nesse esquema é a unidade piloto do Bairro Vila Sônia (Rua Antônio Candido da Silva s/nº). O agendamento será feito com as agentes comunitárias de Saúde. No primeiro dia, será colhido sangue do animal, além de fezes e urina – para exames laboratoriais.


“Dessa forma, a Sesap consegue atender a população que realmente necessita. Queremos priorizar aquele animal solto na rua o dia todo pelo dono e, quando volta pra casa, pode trazer doenças que podem ser transmitidas ao ser humano”, esclareceu o chefe do Departamento de Saúde Pública, Luiz Carlos Marono. Depois de feito exame, será discutido se há, de fato, necessidade da cirurgia. E o dono receberá uma palestra de orientação sobre posse responsável de animal doméstico.


Coordenadora do controle da população animal, veterinária Maria Fernanda Gonçalves, também responsável pelo futuro laboratório de Saúde Pública – que realizará exames nestes bichos, explica que o laboratório será o primeiro público da Baixada Santista. “O serviço será como sentinela, podendo realizar o monitoramento de zoonoses – doenças do animal para o homem e também o inverso. Teremos maior segurança ao analisá-los porque muitos deles não apresentam sintomas de doença”, garantiu. A castração priorizará ainda animais comunitários (que não têm casa, fica na rua e moradores cuidam dele).


Com este novo laboratório – que funciona em caráter experimental, a Sesap fará o levantamento de doenças como verminoses, escabiose (sarna), toxoplasmose (doença do gato), leishmaniose, entre outras. “Muitas (zoonoses e enzooses) estão surgindo por conta de carrapatos e nossa região tem mortes relacionadas a isso. Poderemos traçar um mapa das principais doenças que poderão atingir nosso município e nos preparar para o combate”, finalizou.

LEIA TAMBÉM: