Projeto que garante abono de R$ 1 mil a quase 11 mil servidores chega à Câmara | Boqnews
Palácio José Bonifácio, sede da prefeitura de Santos. Foto: Divulgação

Santos

18 DE OUTUBRO DE 2022

Projeto que garante abono de R$ 1 mil a quase 11 mil servidores chega à Câmara

A proposta prevê o abono apenas para servidores da ativa. Projeto passará pelas comissões do Legislativo para votação.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Diante das manifestações dos sindicatos dos servidores, chegou hoje (18) à Câmara a proposta que prevê pagamento de abono de R$ 1 mil a quase 11 mil servidores municipais ainda este ano.

Esta foi a forma que a prefeitura encontrou para cumprir o acordo firmado com vereadores no primeiro semestre.

Na ocasião, aplicou-se o reajuste de 10,06% para aprovação do reajuste dos servidores.

Afinal, os servidores ficaram quase três anos sem aumento, em razão da pandemia.

Comissões do Legislativo analisarão a proposta.

A votação vai ocorrer nas próximas sessões.

Assim, o benefício deve ser pago em novembro.

E assim dar uma ‘folga no caixa’ para a quitação da segunda parcela do 13º dos servidores, com previsão de quitação na primeira quinzena de dezembro.

O custo total da despesa chegará a R$ 10.884.000,00 equivalente a 0,3210% da receita estimada.

A proposta encaminhada não prevê abono a servidores aposentados que ganhariam até 4 salários mínimos, a despeito da Administração ter informado que isso ocorreria, conforme divulgado em nota e publicado pelo Boqnews (confira o link)

Há previsão também – apesar da proposta encaminhada nada citar – sobre o reajuste de 20% tanto na cesta básica como no auxílio-alimentação.

Dessa forma, a cesta passaria dos  R$ 323,58 atuais para R$ 390,00.

Assim como o auxílio-alimentação, que aumentaria de R$ 503,36 para R$ 605,00 mensais.

Nos bastidores da Câmara, há insatisfação entre vereadores, inclusive os da base aliada, pois a expectativa previa recomposição dos valores salarias ‘congelados’ durante a pandemia.

Ao contrário do abono,  não incorporado.

Prefeitura de Santos propõe abono de até R$ 1 mil para servidores da ativa. Nada citam sobre aposentados, apesar da divulgação anterior. Foto: Nando Santos

Quem tem direito?

Conforme a proposta, o abono será concedido, em parcela única, de caráter extraordinário e indenizatório, para os servidores municipais ativos com jornada semanal de 30 a 40 horas, no valor de R$ 1.000,00.

Servidores com jornada inferior a 30 horas semanais receberão R$ 600,00.

Funcionários que atuam como técnicos de raio-X receberão o valor integral, independente da carga horária.

Será acrescida aos professores adjuntos I e II a média das horas obtidas das regências de classes à jornada, quando necessário, .

O servidor público ativo com início das atividades a partir de 16 de janeiro receberá o valor proporcional ao prazo de atividade.

Os seguintes servidores não farão jus ao recebimento do abono:

  • afastamento por mais de 30 dias, contínuos ou alternados, ressalvados os casos de acidente ou doença de trabalho, férias e gozo de licença-prêmio.
  • falta injustificada no exercício deste ano
  • condenação à sanção disciplinar de suspensão durante o ano de 2022
  • exercício das funções em órgãos ou entidades de outros entes da Federação, mediante cessão ou requisição, neste ano (como cessão para o Legislativo, outras prefeituras, Assembleia Legislativa e Câmara Federal, por exemplo).

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.