Futebol

Santos é punido pela Conmebol por escalação irregular de Carlos Sánchez

Entidade detecta erro do clube e altera resultado para 3 a 0; Partida foi válida pelo primeiro jogo das oitavas de final contra o Independiente

28 de agosto de 2018 - 12:18

Da Redação

Compartilhe

A Conmebol decidiu, após julgamento de mais de quatro horas, punir o Santos F.C por escalar Carlos Sánchez de maneira irregular no jogo contra o Independiente, na última terça (21).

A partida havia marcado a estreia do uruguaio na Copa Libertadores pelo Santos.

Assim, com a decisão imposta pela entidade, o empate do jogo de ida se transformou em derrota de 3 a 0. Com o placar adverso, o Peixe precisará balançar as redes por quatro vezes hoje, no Pacaembu, às 19h30.

No entanto, em caso de vitória por três tentos a zero, o alvinegro praiano levará a decisão da partida para os pênaltis.

Em caso de vitória por menos de 3 gols, o Santos estará eliminado da competição internacional.

Entenda o caso

A decisão da entidade ocorreu após o Independiente entrar com requerimento alegando que Sánchez estava irregular para atuar na partida.

O jogador havia sido expulso ainda enquanto atuava pelo River Plate, em 2015. O atleta agrediu um dos gandulas da partida válida pela semifinal da Copa Sul-Americana, contra o Huracán.

Sánchez havia sido penalizado com suspensão de três partidas, entretanto, em 2016, a punição abaixou para apenas um jogo.

No entanto, Sánchez se transferiu para o México, assim, não cumprindo a punição da Conmebol. Portanto, a suspensão continuou pendente.

O Peixe alegou em sua defesa, que não conhecia a suspensão do uruguaio. E, ao consultar o Comet – local onde são cadastrados os atletas nos torneios da entidade -, não constava nenhuma punição.

O Santos poderá recorrer ao TAS, Tribunal Arbitral do Esporte, na Suíça, em até sete dias para reverter a decisão da Conmebol.

Nota de repúdio

Com a decisão da Conmebol em punir o clube da Vila, o Santos divulgou uma nota em seu site oficial declarando que tomará todas as providências cabíveis.

Segue a nota do clube abaixo:

“O Santos FC vem a público manifestar o descontentamento e a resignação com a punição imposta ao Clube pelo Tribunal Disciplinar da Conmebol na manhã desta terça-feira.

Não bastasse o estranhar da lenta decisão, a punição publicada não tem o menor embasamento legal ou jurídico. Além do que, pune duplamente o Santos FC, com a perda do jogo e a manutenção da suspensão do jogador Carlos Sánchez.

Por fim, em busca do direito do torcedor santista, o Clube declara publicamente que irá a todas instâncias cabíveis, afim de que a justiça sobre o caso seja feita.”

LEIA TAMBÉM: