cidades

Banco do Povo recebe R$ 2,8 milhões para empréstimos com taxas de 1% ao mês

A Unidade do Banco do Povo de São Vicente recebeu R$ 2,8 milhões para empréstimos com juros de até 1%…

13 de julho de 2009 - 13:41

Da Redação

Compartilhe

A Unidade do Banco do Povo de São Vicente recebeu R$ 2,8 milhões para empréstimos com juros de até 1% ao mês. A informação foi dada pelo secretário de Projetos Especiais, Paulo de Souza, após reunião com o diretor–executivo do banco, Antônio Sebastião Teixeira Mendonça, que esteve em São Vicente dia 1° de julho.


O Banco do Povo oferece empréstimos que chegam até R$ 5 mil para pessoas físicas que podem ser parcelados em até 24 vezes; R$ 7,5 mil para pessoas jurídicas em até 36 vezes. Já associações podem solicitar empréstimos de até R$ 25 mil. Em todas as situações, a taxa é fixa com juros de 1% ao mês.


Para conseguir crédito é necessário ter endereço fixo; residir em São Vicente há pelo menos dois anos; o empreendimento deve ser feito na Cidade e estar funcionando no mínimo há seis meses; não ter restrição de crédito e possuir um avalista – pessoa que se responsabilize pelo pagamento do crédito.


O secretário de Projetos Especiais, Paulo de Souza, acredita que o Banco do Povo é um mecanismo importante que dá estrutura para aquele empreendedor que pensa em crescer e expandir o seu negócio. “Aqui na Cidade temos casos de empresas que já estão no oitavo financiamento, como uma confecção que produz roupas para ginástica,” explica o secretário.


Paulo de Souza esclarece também que a divulgação do serviço já esta sendo feita por meio de panfletos distribuídos, especialmente, nas feiras-livres, na Câmara de Dirigentes Lojistas e na Associação Comercial. O Banco do Povo fica na Rua José Bonifácio, 404, 8° andar – Centro. Mais informações pelo telefone 3569-2275, das 9 às 16hs.


O Banco do Povo Paulista já firmou cerca de 200 mil contratos com inadimplência de apenas 1,2%. Em São Vicente a unidade é pioneira na Baixada Santista e funciona desde 1999.
Microempreendedor – Outra novidade que poderá ser utilizada em breve consiste em tirar da informalidade trabalhadores com renda de até R$ 36 mil/ano.


Por meio do portal do empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br), profissionais como costureiras, pedreiros, mecânicos e mais 170 atividades relacionadas ao programa poderão sair da informalidade. Uma vez cadastrado, o trabalhador devidamente formalizado poderá pleitear financiamentos junto ao Banco do Povo. Segundo informação disponibilizada no portal, em breve o serviço estará disponível para todo o Estado de São Paulo.

LEIA TAMBÉM: