Praça Caio Ribeiro

Abaixo-assinado feito por munícipes solicita mais segurança na Praça do Sesc

Para barrar a insegurança na Praça, o abaixo-assinado exige a instalação de uma Base Fixa da Polícia Militar, ou da Guarda Municipal de Santos.

29 de agosto de 2018 - 15:54

Lucas Freire

Compartilhe

A Praça Caio Ribeiro de Moraes Silva, na Aparecida, tradicionalmente intitulada como Praça do Sesc, recentemente foi alvo da marginalidade. Hoje os expositores da FeirArte fazem uma frente, reivindicando segurança no local.

No domingo passado (26), os comerciantes fizeram circular um abaixo-assinado solicitando que alguma providência seja tomada pelas autoridades.

No documento, é alegado que a mudança deve ocorrer por conta de todo histórico de vandalismo e insegurança.

‘’Constantes danos ao patrimônio público, furtos ao equipamento, bem como assaltos e furtos aos pedestres e moradores’’ diz o abaixo-assinado.

Expositora no FeirArte há 29 anos na área, Maristela Silveira, explicou como foi o primeiro dia em que o abaixo-assinado começou a circular.

“Domingo (26) iniciamos esse abaixo assinado, ele foi muito bem aceito pelo pessoal. O documento foi deixado nas portarias dos prédios que ficam em frente à Praça Caio Ribeiro. Também buscamos assinaturas no Sesc, e na farmácia que fica mais próxima da área’’, explicou a comerciante.

Além disso, Maristela disse que o abaixo-assinado esteve disponível nas barracas dos expositores para serem preenchidas pelos frequentadores da FeirArte.

Legislativo

De acordo com os favoráveis ao abaixo-assinado, o vereador Zequinha (PSD) tem sido o parlamentar que tem abraçado a causa.

Recentemente, ele esteve em reunião com os moradores do bairro da Aparecida, e informou que apresentará uma moção na Câmara de Santos pedindo providências urgentes por conta de atos de vandalismo e furtos ocorridos no bairro.

“Não da para se gastar milhões em um equipamento como a Praça do Sesc e deixá-la  ser diariamente desfigurada. Estamos cobrando do Governo do Estado este apoio e solução. Já da Prefeitura queremos dados e resultados das ações sociais feitas junto às pessoas em situação de rua e uma base da Guarda Municipal na região”, informou Zequinha, ressaltando que outro está sendo agendado para discutir e implantar a “vizinha solidária” na região da Praça Caio Ribeiro Moraes e Silva.

Histórico

No domingo (19), os expositores da FeirArte não puderam trabalhar na Praça, pois o local estava sem iluminação, resultado de um furto realizado nos cabos de luz, que resultou um prejuízo para a Prefeitura ficou estimado em R$ 6 mil.

Assim, conforme divulgado pela última edição do Jornal Boqnews (Ed.1219), foi necessário repor 800 metros de cabos de energia.

Praça Caio Ribeiro

Foto: Nando Santos

LEIA TAMBÉM: