Turismo

Patagônia: para escapar do calor

A região oferece belezas naturais e ótima infraestrutura hoteleira.

13 de janeiro de 2019 - 08:30

Da Redação

Compartilhe

Para quem quer curtir um friozinho em pleno verão, mas não quer viajar a outros continentes, a região da Patagônia Argentina é ótima opção.

Com ampla infraestrutura hoteleira e beleza natural, o lugar abrange um território de 930 mil quilômetros quadrados.

O lugar é formado por La Pampa, Río Negro, Neuquén, Chubut, Santa Cruz e Tierra del Fuego.

Assim, o verão é o melhor período para viajar à Patagônia.

Nesta época, as temperaturas são mais amenas para quem não está acostumado, variando entre 6 e 10 graus, entre outubro e março.

Como os pacotes de viagem para a Patagônia abrangem habitualmente o período de uma semana.

Portanto, convém escolher algumas cidades para conhecer e fazer dela a base para visitar os atrativos oferecidos.

Opções

Confira algumas das principais cidades para conhecer:

El Calafate

Com cerca de 21 mil habitantes, fica próxima ao Parque Nacional Los Glaciares, onde é possível conhecer o famoso Glaciar Perito Moreno e outras atrações em torno das geleiras.

Ushuaia (Tierra del Fuego)

Cidade mais meridional do planeta, é ideal para praticar Ski e Snowboard, visitar parques ecológicos, passear em barcos e visitar o Museu do Fim do Mundo.

Bariloche

Localizada junto à Cordilheira dos Andes e da fronteira com o Chile, é a cidade mais famosa da Patagônia Argentina.

Tem excelente infraestrutura para receber turistas e atrativos que vão desde montanhas até pistas de gelo;

Vila de La Angostura

Lá é possível conhecer o Cerro Bayo e a famosa pista de ski. O charme do lugar remete a cenários de filmes.

Cuidados

Entre dezembro e fevereiro, a noite só cai depois das 23 horas, o que permite aproveitar os passeios ao máximo.

Porém, as temperaturas baixas exigem alguns cuidados para não sofrer com o frio.

Portanto, leve roupas reforçadas (casacos, luvas e botas, boné, capa de chuva).

Peças impermeáveis e térmicas são excelentes opções.

Não esqueça do protetor solar, pois muitos passeios são ao ar livre e, por mais que o sol não pareça tão intenso estará, você pode se queimar.

LEIA TAMBÉM: