Orelhões sem linha são cada vez mais comuns no cotidiano da região | Boqnews
Divulgação

Santos

21 DE JULHO DE 2014

Orelhões sem linha são cada vez mais comuns no cotidiano da região

De acordo com a Anatel, apenas 36 dos 2426 orelhões existentes em Santos estão em manutenção

Por: Nara Assunção

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Com o advento da tecnologia, os orelhões estão cada vez mais esquecidos pela população. Segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), atualmente existem 845 mil 737 telefones públicos em todo o País. A mesma agência aponta que 50% dos equipamentos existentes fazem, em média, duas chamadas por dia. Em Santos, são 2.426 espalhados pela Cidade.

Deixado de lado, o orelhão, porém, é lembrado em alguns momentos, quando a bateria do celular acaba, por exemplo, ou então após furto ou roubo do aparelho pessoal. E aí o problema começa.

A santista e aposentada Claudia Barros diz que precisou do aparelho recentemente e conseguiu realizar a ligação após a terceira tentativa. “Os dois primeiros aparelhos estavam sem linha e também em péssimo estado”, diz. A reportagem do Boqnews realizou alguns testes e em uma rápida caminhada foi possível encontrar seis aparelhos com problema.

No site da Anatel é possível ver onde estão os aparelhos na Cidade e quantos estão em manutenção. No Boqueirão, por exemplo, o site indica que são 135 orelhões e um em manutenção. O número de aparelhos sem linha, porém, no bairro é maior. Em poucos minutos, a Reportagem encontrou dois sem linha e um com problema no visor.

Resposta
De acordo com assessoria da Vivo, responável pelos aparelhos na Cidade, não existe um problema generalizado em orelhões na Cidade e os casos relatados serão apurados.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.