Foto: Divulgação

Esportes

14 DE OUTUBRO DE 2021

Palmeirenses rezam pelo Mundial e prometem fazer loucuras em caso de título

Maguila Júnior e Maycon Simões fazem de tudo pelo Palmeiras e no Dia de Nossa Senhora da Aparecida, foram pedir o título do Mundial de Clubes para a padroeira

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

A maioria dos munícipes de Santos já viram dois palmeirenses caracterizados de jogadores de futebol pelo município. 

Afinal, eles estão por toda parte da cidade, fazendo a tradicional caminhada. 

A história do estivador Maguila Júnior e do professor de Educação Física, Maycon Simões é aquele típico enredo de torcedor que faz tudo pelo clube do coração. 

Casados há mais de 20 anos, os dois se conheceram na Vila Belmiro, em um jogo entre Santos x Palmeiras na década de 90. 

Era o início de uma história de amor que tinha em comum, a paixão pelo Alviverde. 

 Loucuras

Neste tempo juntos, Magula Junior e Maycon foram a diversos jogos do Palmeiras, seja no antigo Palestra Itália, no Allianz Parque ou em partidas fora do Estado de São Paulo. 

Os dois já viram muitos títulos do Palmeiras, como a Copa Libertadores, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Campeonato Paulista. 

Entretanto, falta uma conquista especial para preencher a felicidade dos palmeirenses que é o título do Mundial de Clubes. 

Assim, Maguila Júnior e Maycon foram ao Santuário de Nossa Senhora da Aparecida no Dia da Padroeira para pedir que o Palmeiras seja campeão do mundo. 

“Chegamos em Aparecida pela madrugada e ficamos durante 8 horas de joelho em frente a basílica, pedindo o título para Nossa Senhora”, conta Maguila Júnior. 

O palmeirense ressalta que quer o bi mundial, haja visto que segundo ele o Verdão foi campeão do mundo em 1951. 

A fé dos dois chamaram a atenção das pessoas que passaram por Aparecida na última terça-feira (12). 

Contudo, esta não é a primeira vez que eles fazem loucura pelo clube. 

Em 2019, os dois subiram os 402 degraus do Monte Serrat de joelho, pedindo também o título do Mundial de Clubes.

Maguila Júnior e Maycon na escadaria do Monte Serrat/ Foto: Divulgação

 

 E se o Palmeiras for campeão?

O Alviverde está a três jogos de ser campeão mundial. 

Porém, a tarefa não é nada simples.

No dia 27 de novembro, a equipe comandada pelo técnico Abel Ferreira enfrenta o Flamengo na final da Copa Libertadores que será disputada no místico estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. 

Caso, conquiste a América pela terceira vez, o Verdão vai para o Mundial de Clubes, onde terá dois jogos para buscar a taça. 

Provavelmente, o adversário da final será o Chelsea, campeão da UEFA Champions League. 

Inclusive foi contra o time inglês que o Corinthians venceu o Mundial em 2012, de lá para cá, nenhuma equipe brasileira conseguiu o título. 

Se o Palmeiras for campeão, Maguila Júnior e Maycom farão uma loucura ainda maior.

Os dois irão até o Allianz Parque a pé, sendo que no trecho da serra eles vão de joelho. Ou seja, haja fôlego! 

Na vitória e na derrota

A união de Maguila Júnior e Maycon é no amor e na tristeza e no caso do Palmeiras, na vitória e na derrota. 

Para Maguila, um dos momentos mais emocionantes que os dois tiveram juntos foi na final da Copa Libertadores de 2020 que acabou sendo disputada em janeiro neste ano, por conta da pandemia. 

“Como os casos e internações por coronavírus estavam em alta, assistimos o jogo em casa. Mas foi a mesma emoção, quando o gol do Breno Lopes saiu e o Palmeiras conquistou a Libertadores em cima do Santos”, salientou Maguila. 

No caso das derrotas, nem o rebaixamento para a Série B do Brasileirão em 2002 e 2012, foi capaz de diminuir a paixão pelo Palmeiras. 

O casal de palmeirenses mora na Ponta da Praia, em Santos/ Foto: Divulgação

Representatividade

Maguila Júnior salientou que já sofreu muito preconceito por torcedores, até mesmo do próprio Palmeiras, por ser homossexual. 

Ele ressalta que o direito de torcer para um clube de futebol deve ser igual para todos e que as pessoas não devem ter vergonha de assumir a sexualidade. 

“Amo meu pretinho”, citou Maguila. 

Tik Tok

Os palmeirenses resolveram gravar vídeos no Tik Tok, aplicativo que tem sido um sucesso nos últimos meses. 

Assim, as gravações tem dado engajamento.

Com muito bom humor, eles produzem conteúdo de danças, brincadeiras com outros clubes, ou tarefas no cotidiano, como a vacinação contra a Covid-19, o detalhe é que Maguila tem medo da agulha. 

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.