cidades

São Caetano ganha novamente e Santos fica com o vice

 Às 18h25 de  domingo (14) foi extinto, em cerimônia na Arena Santos, o fogo simbólico dos Jogos Abertos do Interior.…

15 de novembro de 2010 - 17:24

Da Redação

Compartilhe


 Às 18h25 de  domingo (14) foi extinto, em cerimônia na Arena Santos, o fogo simbólico dos Jogos Abertos do Interior. Mas ficou o legado da competição, como o segundo lugar de Santos, com 261 pontos, superada apenas por São Caetano do Sul (344 pontos); incentivo ao esporte e a geração de novos talentos para o país; recuperação de equipamentos esportivos e construção da arena, com capacidade para 5 mil pessoas; e a movimentação turística no município.



 Antes da festa ocorreu a final do vôlei feminino da 1ª Divisão entre São Bernardo do Campo e Araçatuba, que venceu por 3 sets a 0. As campeãs receberam as  medalhas do prefeito João Paulo Tavares Papa e do secretário estadual de Esporte, Lazer e Turismo, Benedito Fernandes.


Na sequência, guardas municipais entraram no ginásio com a bandeira oficial dos Jogos Abertos, posteriormente entregue ao prefeito de Mogi das Cruzes, que sediará a competição em 2011, Marco Bertaiolli. “Santos deu show de organização, dedicação, competência e eficiência”, disse ele.



 Na solenidade de encerramento, foram entregues o troféu Miguel Pires para as cidades vencedoras nas modalidades extras: Santos (campeã) e Praia Grande (vice). O prêmio homenageia um dos principais incentivadores do esporte santista, responsável pela organização dos JAIs na cidade por três vezes (1987, 2000 e 2003), e contou com a viúva de Miguel, morto em 2006, Neide Pires.


O Panathlon Club Santos também premiou os municípios de Praia Grande e São Vicente com o troféu Fair Play, devido à colaboração à organização dos jogos, respectivamente, pela cessão da pista de atletismo e de escolas municipais para alojamentos de atletas. Foram entregues os troféus para as campeãs da 2ª Divisão: Mogi das Cruzes (1° lugar), Santo André (2°) e Suzano (3º). E da 1ª Divisão, São José dos Campos (3° lugar), Santos (2°) e São Caetano do Sul (1°). Em seguida, o mascote dos jogos, o Macaezinho, e os pinguins, representados por crianças, entraram na quadra sob o som da música tema da competição.



 O secretário estadual enalteceu em seu discurso a “magnífica realização” dos JAIs. “Santos recebeu mais de 16 mil pessoas. Nessa edição foram 13.440 atletas inscritos, um número recorde”, disse o secretário.


Papa agradeceu a contribuição da população, funcionários da prefeitura e atletas da cidade, além do patrocínio da Caixa Econômica Federal, com apoio da Sabesp e CPFL. E ressaltou a participação dos mais de 400 voluntários, homenageados com a entrega de certificado para a voluntária Zilda, 82 anos. “Esse trabalho inédito fez muita diferença”.


O prefeito também destacou os benefícios gerados pelos jogos. “Os objetivos foram atendidos. Santos recebeu pessoas de todas as regiões de São Paulo, que passearam e consumiram na cidade. No esporte, tivemos quebras de recordes e revelamos talentos, promessas para jogos Pan-Americanos e olímpicos”.



 Um vídeo produzido pela Secom (Secretaria de Comunicação) foi exibido no telão da arena. O filme mostrou imagens da tocha sendo carregada pelas as ruas e avenidas e a inauguração da Arena Santos, em 27 de outubro; a cerimônia de abertura dos JAIs, realizada no último dia 5, que teve como ponto alto a participação de Pelé; além de lances das disputas das 35 modalidades, 10 das quais extras.


Fechando a noite festiva, o Balé da Cidade de Santos, da Secult (Secretaria de Cultura), apresentou a coreografia Medalhas sob coordenação de Renata Pacheco, e a banda Mantra brindou o público com o seu pop rock. Os Jogos Abertos do Interior foram organizados pela Prefeitura de Santos e governo de São Paulo.

LEIA TAMBÉM: